PUBLICIDADE
Notícias

Mais de 88 soldados e rebeldes mortos em dois dias de combates

Informou neste sábado o Observatório Sírio de Direitos Humanos

10:09 | 26/04/2014
Mais de 88 soldados e rebeldes morreram em dois dias de combates na província de Deraa, no sul da Síria, devastada pela guerra, informou neste sábado, 26, o Observatório Sírio de Direitos Humanos (OSDH).

Os rebeldes tentam se apoderar de várias colinas desta região, berço da revolta contra o regime em março de 2011 que se transformou em guerra civil, para unir seu reduto de Deraa com a região de Quneitra, também no sul.

"Estes combates mataram (na quinta e sexta-feira) 43 soldados e 45 rebeldes da Frente al-Nusra (braço sírio da Al-Qaeda) e de outras brigadas", declarou à AFP o diretor do OSDH, Rami Abdel Rahman.

Neste sábado ainda ocorriam combates no perímetro de uma colina estratégica, Tal al-Khabié, tomada na quinta-feira pelos rebeldes. As forças governamentais realizam uma contraofensiva para recuperá-la, bombardeando a colina com artilharia pesada e helicópteros.

Paralelamente, os rebeldes tentam se apoderar de outra colina, Tal Khumuu, a cinco quilômetros de Tal al Khabié. Na cidade de Homs (centro), onde mais de mil combatentes estão entrincheirados em um punhado de bairros rebeldes, os combates seguiam fazendo estragos nos arredores da cidade antiga, reduto dos insurgentes há dois anos.

E em Aleppo (norte) a aviação voltou a lançar barris de explosivos contra setores rebeldes, como vem fazendo há meses, apesar das condenações internacionais, afirmou o OSDH.

AFP

TAGS