PUBLICIDADE
Notícias

Bolívia: confronto em protesto causa duas mortes

15:30 | 01/04/2014
Dois mineiros morreram em confrontos com a polícia na noite de segunda-feira, quando policiais tentaram retomar uma estrada que havia sido bloqueada pelos trabalhadores em protesto contra a nova lei de mineração. As mortes teriam ocorrido em embates 190 quilômetros a sudeste de La Paz.

Os mineiros usaram dinamite no embate com as forças de segurança. A polícia respondeu com balas de borracha e gás lacrimogêneo para dispersar os manifestantes. Segundo líderes dos mineiros, as mortes teriam ocorrido por disparos de balas, mas o ministro do Governo, Carlos Romero, disse que a polícia não utilizou armas de fogo. As duas pessoas mortas foram levadas a um hospital da região, mas os resultados de investigação forense ainda não ficaram prontos.

As mortes inflamaram os mineiros, que reforçaram a tomada de estradas, novamente armados com dinamite. "Vamos fazer bloqueios em massa", disse o líder dos mineiros Ricardo Diaz à estação de rádio Erbol. La Paz foi isolada do restante das capitais do país. Enquanto isso, o ministro da Presidência, Juan Ramón Quintana, anunciou a suspensão do trâmite legislativo da lei de mineração para buscar um consenso.

Os protestos foram organizados por milhares de mineiros independentes que são aliados políticos do presidente Evo Morales. Esses mineiros, que se beneficiam de isenções tributárias, exigem que a lei lhes permita se associar com mineradoras privadas bolivianas ou multinacionais, mas o governo é contra. De acordo com o ministro de Mineração, Mario Virreira, se os mineiros independentes se associarem a empresas privadas deixarão de ser cooperativas com vocação social e deverão mudar de categoria tributária. Fonte: Associated Press.

TAGS