PUBLICIDADE
Notícias

BC da Turquia descarta pedido do premiê de corte no juro

13:50 | 07/04/2014
O banco presidente do central da Turquia, Erdem Basci, descartou o pedido do primeiro-ministro Recep Tayyip Erdogan por redução das taxas de juros em uma reunião extraordinária.

"O momento de cortes de juros deve ser discutido pelo comitê de política monetária. O banco central pode tomar passos mensurados no sentido de cortes de juros no futuro... Um grande corte na taxa de juros não deve ser aguardado", disse Basci a industriais e empresários na cidade turca de Kayseri. Ele acrescentou que o banco central não precisa ter uma reunião extraordinária agora.

Em janeiro, o banco central elevou as taxas de juros em uma reunião de emergência para apoiar a lira. A taxa de juros de referência, do acordo recompra de uma semana, mais do que dobrou para 10%, e a taxa de empréstimo overnight avançou para 12%, de 7,75%, e a taxa de empréstimo overnight subiu para 8%, de 3,5%.

"A taxa de juros de 12% é muito apertada, podemos baixá-la para 10% gradualmente, se necessário. Nós temos margem de manobra", disse Basci.

A lira se estabilizou após medidas de emergência dos formuladores de políticas e os mercados tiveram alta na semana passada depois que o Partido da Justiça e do Desenvolvimento (AKP), de Erdogan, registrou uma vitória decisiva nas eleições locais.

Mas as primeiras observações de Erdogan desde a vitória incluíram uma sugestão de que o banco central deve reverter imediatamente uma tendência de alta das taxas de juros.

"Assim como o banco central elevou as taxas em uma reunião extraordinária, o banco central deve reduzir as taxas neste momento", disse Erdogan a repórteres na semana passada antes de partir para uma visita de Estado ao Azerbaijão. Fonte: Dow Jones Newswires.

TAGS