PUBLICIDADE
Notícias

Afeganistão: Ghani e Abdullah estão na liderança

20:10 | 06/04/2014
O ex-executivo do Banco Mundial, Ashraf Ghani, e o líder da oposição, Abdullah Abdullah, aparentemente são os dois candidatos que lideram as eleições presidenciais do Afeganistão, deixando de lado o candidato favorito do presidente Hamid Karzai, Zalmai Rassoul, de acordo com resultados parciais computados pela imprensa e candidatos.

A vitória de Ghani ou Abdullah pode significar uma redução da influência de Karzai, que comandava o Afeganistão desde 2001, quando ocorreu a invasão norte-americana. Karzai se recusou a assinar um acordo de longo prazo de segurança com os Estados Unidos.

Os candidatos Ghani e Abdullah disseram que assinarão o acordo bilateral de segurança, que é necessário para manter a ajuda e presença do exército dos EUA no Afeganistão, já que o acordo atual expira em dezembro.

Votos parciais computados pelo Wall Street Journal em 100 assembleias de voto, entre as mais de 20 mil espalhadas pelo país, espalhadas pela capital Cabul e nas cidades de Mazar-e-Sharif, Kandahar, Gardez e Jalalabad, mostraram os candidatos Ghani e Abdullah como líderes claros. O ex-ministros de Relações Exteriores, Zalmai Rassoul, candidato favorito do atual presidente, foi deixado para trás.

A agência de notícias afegã Pajhwok, que coletou informações em Cabul e outras províncias, projeta 42,1% dos votos para Ghani e 40,7% para Abdullah.

O resultado oficial não deve sair nas próximas semanas, enquanto as reclamações de fraude não forem resolvidas. No entanto, a eleição pareceu mais limpa do que em 2009, quando mais de um milhão de votos foram descartados. "Na comparação com 2009, foi melhor, mas ainda há registros de fraudes nessas eleições", disse Naeem Ayubzada, chefe da Fundação de Transparência na Eleição do Afeganistão, que implantou 7 mil observadores. Fonte: Dow Jones Newswires.

TAGS