PUBLICIDADE
Notícias

Na Índia, Modi reforça laços com nacionalismo hindu

11:40 | 16/03/2014
O principal candidato da oposição na disputa pelo cargo de primeiro-ministro da Índia, Narendra Modi, vai participar da corrida tendo como domicílio eleitoral a cidade sagrada do hinduísmo de Varanasi, no norte do Estado de Uttar Pradesh. Segundo analistas, a decisão é sinal do seu compromisso com o nacionalismo hindu na eleição que acontece de 7 de abril a 12 de maio.

"Estou agradecido ao partido por ter me dado a oportunidade de disputar as eleições a partir da cidade sagrada de Varanasi! É uma honra", escreveu Modi na rede de microblogs Twitter. A decisão faz parte da estratégia da agremiação dele, o Partido Bharatiya Janata, de conseguir uma grande vitória em Uttar Pradesh, o Estado mais populoso da Índia, com quase 200 milhões de habitantes.

Mesmo assim, a decisão é polêmica, já que Modi é criticado pela forma como lidou com protestos anti muçulmanos no Estado de Gujarat, em 2002. Ele já era governador do Estado naquela ocasião - cargo que mantém até hoje - e é acusado de ter tolerado e até mesmo incentivado a onda de violência contra os muçulmanos. Assim, muitas minorias religiosas temem um possível governo seu e os críticos lembram o aspecto laico do Estado na Índia.

Até então, Modi vinham evitando temas polêmicos na eleição e se apresentava como um candidato liberal, que melhoraria o ambiente de negócios no país.

As eleições na Índia ocorrerão em nove etapas, sendo que 814 milhões de eleitores estão aptos a votar, o que faz do país a maior democracia mundo. Os resultados devem ser divulgados no dia 16 de maio. Modi aparece como favorito nas pesquisas de opinião. Fonte: Dow Jones Newswires.

TAGS