PUBLICIDADE
Notícias

Morre Paco de Lucía, maior referência do flamenco

17:26 | 26/02/2014
NULL
NULL

Morreu, nesta quarta-feira, 26, o guitarrista flamenco Paco de Lucía aos 66 anos. O músico passou mal quando jogava futebol com seu filho, de dez anos, e morreu em um hospital de Cancún, no México, onde costumava passar longas temporadas.

De acordo com fontes ligadas à família de Paco, a causa de sua morte foi um infarto fulminante. Seu corpo poderá ser levado à Espanha ainda nesta quarta.

Carreira
Paco começou sua carreira muito cedo. Aos onze anos já fazia sua primeira aparição em uma rádio de sua cidade, Algeciras, e já aos 12 anos conquistava seu primeiro prêmio numa competição de flamenco em Jerez de la Frontera, acompanhado pelo seu irmão Pepe num duo que se chamava Los chiquitos de Algecira.

Após a conquista do prêmio, Paco começou a ser reconhecido e a receber vários convites, um deles para entrar na trupe de José Greco, famoso bailarino de flamenco, do qual aceitou e realizou uma digressão.

Já em 1968, Paco iniciou uma parceria com Camarón de la Isla, outro famoso músico do ‘novo flamenco’. A parceria durou até 1977 e juntos gravaram nove álbuns. A partir do fim da parceria, Paco deu inicio a sua carreira solo, a que o tornou o maior mito do flamenco.

Vida pessoal
Nascido em 21 de dezembro de 1947 em Algeciras, cidade portuária localizada no sul da Espanha, na província de Cádiz, Francisco Sánchez Gómez era o mais novo de cinco irmãos. Filhos do também guitarrista de flamenco Antonio Sánchez, Paco e seus irmão também seguiram a carreira musical.

É costume na maior parte da região de Anadaluzia que o filho adote o nome de sua mãe como forma de ser identificado. Dessa forma ele adotou o nome Paco de Lucía, em homenagem à sua mãe, que havia adotado o nome de Lucía Gomez. Ela, na verdade se chamava Luzia.

No Brasil o guitarrista Kiko Loureiro, da banda Angra, divulgou uma nota em que afirma que a música da Paco faz parte de sua vida e que o artista foi grande influência em sua trajetória musical.

“Quando eu tinha 10 anos de idade meu pai me trouxe um vinil chamado "A Arte de Paco de Lucia". Deste dia em diante Paco faz parte da minha vida. Inspiração, influencia e conforto em ouvir sua música que carrega uma intensidade e paixão raríssima de encontrar. Paco sempre vivo”, disse a nota.

De acordo com o jornal espanhol El País, a Prefeitura de Algeciras entrou em contato com a família do músico para o eventual transporte do corpo de Paco de Lucía para a Espanha.

Djavan também divulgou nota, nela o cantor afirma que Paco foi o instrumentista mais brilhante que ele conheceu.

"Paco foi o mais brilhante instrumentista que eu conheci. A perfeição e expressividade de sua execução eram inimagináveis mesmo para os grandes violonistas do mundo inteiro”, disse Djavan.

Músicos do mundo inteiro usaram as redes sociais para prestarem homenagens ao músico, dentre eles Brian May, Al di Meola, John Petrucci, Alejando Sanz, Gus G. e Bryan Adams.

[VIDEO1] 

Redação O POVO Online

TAGS