PUBLICIDADE
Notícias

Tribunal ordena prisão de premiê paquistanês

09:20 | 15/01/2013
Autoridades paquistanesas informaram que o Tribunal Superior do país ordenou nesta terça-feira a detenção do primeiro-ministro do país, Raja Pervaiz Ashraf, como parte de um caso de corrupção envolvendo empresas privadas de geração de energia elétrica.

Funcionários do tribunal disseram que os juízes ordenaram a prisão de Ashraf e de outras 15 pessoas evolvidas no caso. O atual premiê era ministro de Águas e Energia antes se assumir o cargo.

As fontes falaram em condição de anonimato, porque não têm autorização para falar com os meios de comunicação. Fawad Chaudhry, conselheiro do primeiro-ministro, criticou a medida, afirmando que ela é inconstitucional.

"O presidente do tribunal ordenou que todos os envolvidos, independentemente de sua posição, sejam detidos e, se algum deles deixar o país, o presidente do NAB (o órgão de combate à corrupção) será considerado responsável, juntamente com seu grupo de investigadores", informou o advogado Aamir Abbas à agência France Presse. As informações são da Associated Press e da Dow Jones

TAGS