PUBLICIDADE
Notícias

Senado votará projeto sobre teto da dívida, diz Reid

16:33 | 23/01/2013
O líder da maioria no Senado dos Estados Unidos, o democrata Harry Reid, confirmou nesta quarta-feira que o Senado vai votar o projeto dos republicanos que estende até 19 de maio o prazo para que seja atingido o limite de endividamento do governo e que requer aprovação do orçamento até meados de abril.

A Câmara deve votar o projeto ainda hoje e as expectativas são de que ele será aprovado com facilidade. Reid havia afirmado no início da semana que aprova o fato de que a legislação atrase, mesmo que temporariamente, uma potencial crise sobre a necessidade de elevar o teto da dívida dos EUA. No entanto, esta é a primeira vez que ele confirma que o Senado votará o projeto.

A legislação suspenderia o teto da dívida, mas não o aumentaria, até 19 de maio. Pelo projeto, assim que a "suspensão" terminar, o limite de endividamento será automaticamente ajustado para cima para refletir o aumento da dívida federal. O projeto também exige que a Câmara e o Senado aprovem uma proposta orçamentária até 15 de abril, caso contrário, os integrantes de qualquer uma das casas terão os salários retidos até que seja fechado um acordo.

Ontem, a Casa Branca informou que o presidente Barack Obama aprovaria o projeto. Líderes democratas elogiaram o presidente da Câmara, o republicano John Boehner, por ter "mostrado liderança" sobre a questão e por ter removido a chance de um default do país.

O governo dos EUA atingiu o teto da dívida em 31 de dezembro do ano passado, mas graças a uma série de medidas emergenciais a administração deve ter condições de continuar funcionando até meados de fevereiro ou início de março, segundo informou o Departamento do Tesouro. As informações são da Dow Jones.

TAGS