PUBLICIDADE
Notícias

Morre jornalista sírio baleado por oposicionista

11:20 | 05/01/2013
Um jornalista sírio de uma emissora de televisão pró-governo morreu após não resistir aos ferimentos que sofrera ao ser atacado dias atrás por um oposicionista nos arredores de Damasco, informou a mídia estatal neste sábado, enquanto grupos rebeldes que lutam para derrubar o presidente Bashar Assad mantinham a ofensiva numa tentativa de tomar o controle da capital do país.

Os insurgentes têm frequentemente mirado repórteres favoráveis a Assad, assim como autoridades e instituições do governo, além de lançarem numerosos ataques contra alvos militares e de inteligência e segurança.

Segundo a agência de notícias Sana, Suheil al-Ali, da TV Addounia, morreu nesta sexta-feira, quatro dias depois de ser baleado por um "terrorista", quando retornava do trabalho para casa. A mídia estatal da Síria se refere aos combatentes da oposição como "terroristas".

O conflito na Síria, iniciado com um levante popular contra Assad em março de 2011, já deixou mais de 60 mil mortos, segundo a estimativa mais recente da ONU.

Em meados de dezembro, o ministro do Interior do país, Mohammed al-Shaar, foi ferido num ataque suicida que teve como alvo o prédio em que ele trabalhava, em Damasco. Neste sábado, a Sana negou relatos de que al-Shaar teria morrido e afirmou que o ministro está "bem de saúde e se recuperando". As informações são da Associated Press.

TAGS