PUBLICIDADE
Notícias

Monti diz estar aberto a aliança com direita na Itália

10:15 | 25/01/2013
O primeiro-ministro interino da Itália, Mario Monti, disse hoje que está aberto a alguma forma de "colaboração" política com o partido Povo da Liberdade (PDL, na sigla em italiano), liderado por Silvio Berlusconi, mas somente se Berlusconi deixar o partido.

"É bem possível imaginar uma colaboração com aquele lado se ele for desvinculado de Berlusconi", disse Monti. "Muitos dos apoiadores daquele partido estão insatisfeitos porque esperavam uma revolução liberal que nunca aconteceu."

Monti reiterou sua posição sobre uma aliança com o Partido Democrático de centro-esquerda, partido que, segundo as pesquisas, está isolado na liderança para as eleições gerais na Itália em fevereiro. O tecnocrata disse que "não tem intenção de fazer nenhum acordo com partidos que não têm reformas como orientação política". Um acordo pós-eleição com o Partido Democrático dependerá das políticas que seu líder, Pier Luigi Bersani, decidir apoiar, segundo Monti.

Uma pesquisa divulgada hoje pelo jornal italiano La Repubblica aponta que 38,1% dos votos parlamentares iriam para a coalizão de Bersani nas eleições, 25,8% iriam para a coalizão de centro-direita de Berlusconi e 16,2% iriam para a coalizão de centro liderada por Monti. Outros 13% dos entrevistados afirmaram que pretendem votar no Movimento Cinco Estrelas, um movimento de protesto liderado pelo ex-comediante Beppe Grillo. As informações são da Dow Jones.

TAGS