PUBLICIDADE
Notícias

Israel bombardeia comboio com armas na Síria

14:47 | 30/01/2013
Informantes confirmam ataque aéreo na Síria perto da divisa com Líbano. Alvo seriam mísseis antiaéreos fornecidos para a milícia xiita do Hezbollah. Líbano nega o ataque. A Força Área de Israel teria bombardeado na madrugada desta quarta-feira (29/01) um alvo ainda não confirmado na Síria. As informações são de autoridades de segurança da região. O ataque teria ocorrido em uma localidade do país sírio próxima à divisa com o Líbano. Segundo os informantes, o motivo do ataque, presumivelmente, seria interromper o fornecimento de armas à milícia do Hezbollah, no Líbano. Informações dão conta de que o comboio atacado estava transportando mísseis antiaéreos, conhecidos como míssil superfície-ar, do tipo SA-17, fabricados na Rússia. Israel ostenta a preocupação de que armas químicas e outros equipamentos modernos de guerra, pertencentes à conturbada Síria, caiam nas mãos do grupo xiita no sul do Líbano. O ministro para o desenvolvimento regional de Israel, Silvan Schalom, declarou no domingo que Israel iria tomar as medidas cabíveis para evitar que isso acontecesse. O Líbano negou o ataque israelense. A agência de notícias estatal NNA declarou que "a notícia sobre o ataque israelense na divisa entre Síria e Líbano são infundadas". Entretanto, a Força Aérea libanesa confirmou que "perto da meia-noite, jatos sobrevoaram em baixa altitude e um barulho como o do rompimento da barreira do som foi escutado". Tropas da ONU no Líbano acentuaram que não têm conhecimento sobre o incidente, e o exército de Israel não quis comentar o ataque aéreo. PV/ape/dpae/dpa Revisão: Francis França

TAGS