PUBLICIDADE
Notícias

Exército israelense destrói acampamento de ativistas na Cisjordânia

Quatro grandes tendas azuis e uma estrutura de tijolos em construção foram destruídos e "vinte palestinos que estavam no local foram evacuados sem incidentes", indicaram

09:09 | 21/01/2013
AFP
AFP

O Exército israelense evacuou e destruiu no início desta manhã um acampamento montado na sexta-feira por ativistas palestinos perto de Beit Iksa, na Cisjordânia, para denunciar o confisco ilegal de terras, informaram fontes militares.

Quatro grandes tendas azuis e uma estrutura de tijolos em construção foram destruídos e "vinte palestinos que estavam no local foram evacuados sem incidentes", indicaram.

Na noite de domingo, o Exército israelense emitiu uma ordem de evacuação dos militantes, que instalaram na sexta-feira este acampamento batizado de "Bab al-Karama" ("Porta da Dignidade") para denunciar o confisco pelo Exército israelense de 50 hectares de terras em Beit Iksa, a noroeste de Jerusalém.

Segundo um porta-voz militar, três tendas foram instaladas em um local administrado pelo Exército israelense, enquanto uma quarta tenda foi montada sobre o traçado do projeto de muro de separação israelense na Cisjordânia.

O acampamento de Beit Iksa foi montado após um outro estabelecido em 11 de janeiro na área de um projeto de construção de Israel na Zona E1, que liga Jerusalém Oriental ocupada e anexada à colônia de Maale Adumim e que cortaria a Cisjordânia em dois, comprometendo a viabilidade de um futuro Estado palestino.
A polícia destruiu este acampamento de 24 barracas em 13 de janeiro.

 

AFP

TAGS