PUBLICIDADE
Notícias

El País comete erro com suposta foto de Chávez

17:38 | 24/01/2013
O jornal espanhol El País interrompeu sua impressão nesta quinta-feira e removeu uma foto considerada exclusiva na primeira página, após perceber que o paciente de hospital que respirava com auxílio de aparelhos na foto havia sido falsamente identificado como o presidente da Venezuela, Hugo Chávez.

O erro provocou um rompante do governo venezuelano e de seus apoiadores, além de um pedido de desculpas do jornal por confundir com outra pessoa o líder venezuelano, que não tem sido visto em público desde uma cirurgia para tratar um câncer na região pélvica em Cuba, em 11 de dezembro.

A gafe do jornal espanhol motivou alegações de racismo e de parcialidade da mídia europeia contra o governo de Chávez. "É nojento, além de falso. Será que o El País publicaria uma foto semelhante de um líder europeu?", escreveu o ministro de Informação da Venezuela, Ernesto Villegas, em seu Twitter. "Mas esse tipo de jornalismo é válido se a vítima for um desprezado revolucionário da América do Sul." A presidente da Argentina e aliada de Chávez, Cristina Kirchner, chamou o ocorrido de "um truque sujo", também em seu Twitter.

A fotografia mostrando a cabeça de um homem deitado de costas e respirando por meio de um tubo em sua boca ficou no site do El País por cerca de meia hora e apareceu nas primeira impressões da edição de quinta-feira. Em seguida, os editores mudaram a primeira página do jornal, aparentemente em resposta ao ceticismo expressado pelos leitores. Eles também removeram um artigo que seria publicado logo abaixo da foto, intitulado "O Segredo da Doença de Chávez".

"O El País pede desculpas aos seus leitores pelo mal que causou", disseram os editores, em um comunicado. Eles afirmaram também que uma investigação será feita para "determinar as circunstâncias do que ocorreu e os erros que foram cometidos na verificação da foto" que, segundo eles, foi fornecida pela Gtres Online, agência espanhola que trabalha há anos com o El País. As informações da Dow Jones.

TAGS