Participamos do

Semace realiza blitz de combate à fumaça preta em veículos; saiba causas

Ao todo, 38 veículos foram vistoriados na fiscalização, sendo apenas um multado pela alta emissão da fumaça
21:30 | Mar. 24, 2022
Autor Mirla Nobre
Foto do autor
Mirla Nobre Repórter-trainee
Ver perfil do autor
Tipo Notícia

O total de 38 veículos foram vistoriados por uma blitz de “combate à fumaça irregular” realizada pela Superintendência Estadual do Meio Ambiente (Semace), nessa quarta-feira, 23. A fiscalização ocorreu para evitar a emissão da fumaça preta de veículos movidos a diesel. Entre eles, ônibus, caminhões e transportes alternativos que apresentavam poluentes superiores a 60% de preto, acima do permitido pelo órgão.

A fumaça preta indica, de acordo com a Semace, que o combustível, no caso o diesel, não está sendo queimado. Ainda conforme a pasta ambiental, a cor preta é, na verdade, carbono pulverizado, “é como o diesel fica quando está muito quente mas não tem oxigênio suficiente para sua combustão”.

Ou seja, a fumaça preta é o que acontece quando não há ar suficiente para queimar o combustível, necessário assim uma manutenção no veículo para evitar o caso.

Seja assinante O POVO+

Tenha acesso a todos os conteúdos exclusivos, colunistas, acessos ilimitados e descontos em lojas, farmácias e muito mais.

Assine

Para avaliar a coloração da fumaça dos veículos, a Semace utiliza a Escala de Ringelmann. Trata-se de uma escala gráfica composta por cinco níveis colorimétricos, que variam do cinza claro ao preto total. As emissões da fumaça de 20% e 40% de preto estão dentro dos padrões estabelecidos pela Semace. Já nas de 60%, 80% e 100% o veículo é multado. O teste é feito visualmente.

 

Blitz

As vistorias dessa quarta-feira, 23, ocorreram na avenida Juscelino Kubitschek, 4707, no bairro Jardim Castelão, e contaram com o apoio da Autarquia Municipal de Trânsito (AMC). Apenas um veículo foi multado por índice acima do permitido pela legislação ambiental vigente.

A Semace informa, por meio da Portaria Nº 136, de 23 de julho de 2007, que os veículos irregulares têm 15 dias, a partir da autuação, para comparecerem à sede da instituição para passar por uma nova vistoria.

Caso seja constatada a sua adequação aos padrões no veículos, o proprietário do carro tem o benefício da redução de 50% do valor da multa, que pode variar de R$ 2.266,40 a R$ 9.065,60.

Na ocasião, agentes da Secretaria Municipal de Urbanismo e Meio Ambiente (Seuma) também estiveram presentes na ação que oportunizou aprendizado para os representantes.

Dúvidas, Críticas e Sugestões? Fale com a gente

Tags

Os cookies nos ajudam a administrar este site. Ao usar nosso site, você concorda com nosso uso de cookies. Leia Mais.

Aceitar