Participamos do

Casal suspeito de integrar facção criminosa no Ceará é preso

Nayara Silva e Romário Cruz foram presos em dias seguidos por porte irregular de arma de fogo e por integrarem organização criminosa
15:08 | Out. 20, 2021
Autor Angélica Feitosa
Foto do autor
Angélica Feitosa Autor
Ver perfil do autor
Tipo Notícia

Uma ação desenvolvida pela Polícia Civil resultou na prisão de um casal, suspeito de integrar a facção criminosa Comando Vermelho. As informações foram divulgadas em coletiva de imprensa na Delegacia de Repressão às Ações Criminosas Organizadas (Draco), na manhã desta terça, 20.

A primeira prisão foi de Romário Ferreira Cruz, o “RM”, de 27 anos, que já responde por tráfico de drogas, porte e posse irregular de arma de fogo e por integrar organização criminosa. O homem foi capturado nessa segunda-feira, 19, no município de Tibau, em solo potiguar.

Ele estava escondido em uma residência,  e não reagiu a prisão. Durante a detenção, foi apreendido um veículo modelo Cruze, um documento falso, além de um aparelho celular que passará por Perícia. O homem foi recambiado ao Ceará, onde deverá responder pelos crimes.

Seja assinante O POVO+

Tenha acesso a todos os conteúdos exclusivos, colunistas, acessos ilimitados e descontos em lojas, farmácias e muito mais.

Assine

A segunda prisão, realizada nesta terça-feira, 20, foi da companheira de “RM”, identificada como Nayara Gomes da Silva, de 28 anos, que já responde por integrar organização criminosa e porte ilegal de arma de fogo. A captura ocorreu no bairro Conjunto Ceará, em Fortaleza.

As apurações policiais apontam que ela é suspeita de participar do mesmo grupo criminoso do companheiro e de possuir ligação com as atividades criminosas desenvolvidas por Romário, como o tráfico de drogas. As investigações sobre o casal continuam.

Conforme as investigações desenvolvidas pela Draco, o suspeito Romário é apontado como braço direito de Domingos Costa Miranda, o “Penetra”, preso em agosto deste ano.

Ele estava na lista de recompensa da SSPDS. Não foi informado, durante a coletiva, se o dinheiro da gratificação foi ou não pago. Ainda conforme as investigações, Romário é envolvido em uma ocorrência que resultou em cinco homicídios no distrito de Boqueirão das Araras, em Caucaia, no dia 31 de julho deste ano. Além desses, há suspeita de envolvimento dele em, pelo menos, outros dois homicídios ocorridos em 2020.

Conteúdo sempre disponível e acessos ilimitados. Assine O POVO+ clicando aqui

Dúvidas, Críticas e Sugestões? Fale com a gente

Tags