Participamos do

"Dia D" da campanha de Multivacinação busca atualizar imunização de crianças e adolescentes

A campanha segue até o dia 29 de outubro. Baixa cobertura vacinal contra doenças como tuberculose, poliomielite e meningite preocupa Secretaria da Saúde
16:44 | Out. 16, 2021
Autor Ana Rute Ramires
Foto do autor
Ana Rute Ramires Repórter da editoria de Cidades
Ver perfil do autor
Tipo Notícia

Este sábado, 16, está sendo dia de colocar a vacinação de crianças e adolescentes em dia. O Ceará está realizando o "Dia D" da Campanha de Multivacinação para atualização da caderneta de imunização do público com menos de 15 anos. Nesta manhã, a movimentação foi tranquila no posto de saúde Osmar Viana, no Jangurussu, em Fortaleza.

Todos os 184 municípios estão ofertando pelo menos 17 tipos de vacinas utilizadas na prevenção e combate a doenças como o sarampo, HPV e meningite. A campanha foi iniciada no dia 1º de outubro e segue até o próximo dia 29. Os baixos indicadores vacinais no público infanto-juvenil preocupam a Secretaria da Saúde do Ceará (Sesa).

Seja assinante O POVO+

Tenha acesso a todos os conteúdos exclusivos, colunistas, acessos ilimitados e descontos em lojas, farmácias e muito mais.

Assine

Alexander, de apenas um ano, foi receber a pneumocóccica, a meningocócica e a tríplice viral. A avó, Maria Rodrigues, 41, é a responsável por segurar o bebê nos braços na hora das aplicações. "Eu fico só olhando porque não aguento", contou a mãe, Luana Inácio, 21. Apesar de ainda pequeno, o bebê logo voltou a brincar, após o choro rápido na imunização.

Luiz Henrique, 11, também foi se imunizar. "A gente veio verificar porque falta uma e vamos atualizar", conta a tia. Priscila Selestino, 36, relata que o sobrinho brinca que já queria se vacinar contra a Covid-19. O que ainda não é possível, por ser menor de 12 anos. 

Com apenas seis meses, Arthur nem reparou ao receber a vacina contra o sarampo. O irmão mais velho, Enzo Gabriel, 5, recebeu o imunizante contra a febre amarela. "Vi que ia ter a campanha e aproveitei para vir atualizar", relata Josiene Lopes, 28, mãe das crianças. 

112 postos

 

"Teremos 112 postos em Fortaleza para vacinação desse público somente com vacina de calendário básico de vacinação. Não teremos vacinação de Covid-19 nestes postos", explica Vanessa Soldatelli, coordenadora de Imunização da SMS, sobre o foco garantido ao público neste sábado.

Para receber a imunização, basta que as crianças ou adolescentes compareçam ao posto de saúde mais próximo, acompanhados dos pais ou responsáveis, portando o cartão de imunização e documento de identificação com foto.

Baixos índices

 

Em alguns municípios do Interior, a movimentação foi grande no "dia D" de multivacinação. "É muito importante esse momento para proteger as nossas crianças de doenças que podem voltar a aparecer no Ceará", alerta Ricristhi Gonçalves, secretária executiva de Vigilância e Regulação da Sesa, que acompanhou o dia de imunização em Pindoretama, uma das cidades que precisa alcançar metas no Estado.

Dados da Sesa indicam que a cobertura vacinal está abaixo da meta do Ministério da Saúde. A vacina contra tuberculose (BCG), por exemplo, foi aplicada em apenas 58,8% do grupo prioritário entre janeiro e setembro, 31,2% abaixo do percentual mínimo estipulado pelo MS.

O índice é inferior ao registrado no mesmo período de 2020 (64,9%).Os imunizantes menigocócica C (66,9%), pentavalente (68%), pneumocócica (65,5%), poliomielite (67%) e tríplice viral (67,4%) também ficaram abaixo do que preconiza o Ministério.

Conforme o PNI, para as crianças menores de sete anos estão disponíveis os imunizantes do tipo BCG, tríplice viral, pentavalente, poliomielite, rotavírus, pneumocócica 10, meningocócica C, febre amarela, varicela e hepatite A. Quem tem entre 7 e 14 anos pode receber as vacinas de hepatite B, febre amarela, varicela, difteria e tétano adulto, meningocócica e HPV.

Dúvidas, Críticas e Sugestões? Fale com a gente

Tags