Participamos do

Casa de Cuidados do Ceará leva pacientes para assistir ao pôr do sol

Às sextas-feiras, pacientes que podem caminhar ou estar em cadeiras de rodas são levados para apreciar o pôr do sol na área superior do equipamento
04:16 | Set. 21, 2021
Autor Isabela Queiroz
Foto do autor
Isabela Queiroz Autor
Ver perfil do autor
Tipo Notícia

A equipe de saúde da Casa de Cuidados do Ceará (CCC), lançou, neste mês, o projeto “Pôr do sol”. Às sextas-feiras, alguns pacientes são levados para a área superior da unidade para contemplar o fenômeno e assim utilizar todos os espaços da Casa para o cuidado e bem-estar de quem está internado.

A iniciativa pretende ainda estimular a saúde dos pacientes, já que a luz solar é responsável por, em média, 80% da produção de vitamina D para o corpo, que é fundamental para a formação de massa óssea e o controle das contrações do músculo cardíaco. Além disso, os raios solares fortalecem o sistema imunológico e atuam no combate a doenças psíquicas.

Para a coordenadora de Fisioterapia da CCC, Aryadne de Oliveira Marques, é um espaço diferente, que proporciona mais estímulos, além de sair um pouco do atendimento tradicional. “Selecionamos pacientes que possam estar em cadeira de rodas ou que andam e que, de preferência, tenham o cuidador para auxílio nos exercícios de fisioterapia”, explica.

Seja assinante O POVO+

Tenha acesso a todos os conteúdos exclusivos, colunistas, acessos ilimitados e descontos em lojas, farmácias e muito mais.

Assine

A Casa de Cuidados foi montada pela Sesa e está sob administração do Instituto de Saúde e Gestão Hospitalar (ISGH) e inaugurada, inicialmente, para auxiliar na reabilitação de acometidos pela Covid-19.

Os pacientes recebidos na CCC recebem assistência de profissionais das áreas de Enfermagem, Fisioterapia, Assistência Social, Fonoaudiologia, Terapia Ocupacional, Nutrição e Psicologia, além de visitas médicas, com a adoção de todos os cuidados necessários na transição entre a estrutura hospitalar e o domicílio do paciente.

O local passou a oferecer, ainda, tratamento humanizado e multidisciplinar aos residentes do Ceará em recuperação após alta hospitalar decorrente de outras doenças, bem como atuar na desospitalização de quem está sob cuidados prolongados, com reabilitação ou adaptação a sequelas decorrentes de outros diagnósticos, como Acidente Vascular Cerebral (AVC) e trauma.

Atualmente, o espaço tem 130 leitos e conta com área verde, possibilitando ar fresco e tranquilidade, além de infraestruturas de acessibilidade. No local, é permitido que pacientes possam ter a companhia de um familiar na fase de reabilitação.

Colunistas sempre disponíveis e acessos ilimitados. Assine O POVO+ clicando aqui

Dúvidas, Críticas e Sugestões? Fale com a gente

Tags