Termo de Uso Política de Privacidade Política de Cookies Conheça O POVO Trabalhe Conosco Fale com a gente Assine Ombudsman
Participamos do

Policial militar é preso após tentativa de feminicídio em Fortaleza

O agente ainda foi autuado em flagrante pelos crimes de ameaça no contexto de violência doméstica e familiar e maus-tratos a animais qualificado. Ele está detido em presídio militar
22:02 | Ago. 02, 2021
Autor - Leonardo Maia
Foto do autor
- Leonardo Maia Estagiário
Ver perfil do autor
Tipo Notícia

Um policial militar foi preso em flagrante após tentativa de feminicídio, ameaça no contexto de violência doméstica e familiar e maus-tratos a animais qualificado. O caso aconteceu na noite desse domingo, 1º, no bairro Henrique Jorge, em Fortaleza. O agente foi conduzido à Delegacia de Defesa da Mulher (DMM) da Polícia Civil do Ceará e está detido no presídio militar.

Em nota, a Polícia Militar do Ceará (PMCE) disse que não compactua com condutas ilícitas. “Por isso, faz cumprir rigorosamente as normas legais, sem deixar de respeitar, naturalmente, os princípios do contraditório e ampla defesa”, garantiu o órgão.

A Controladoria Geral de Disciplina dos Órgãos de Segurança Pública (CGD) afirmou, também por meio de nota, que instaurou procedimento disciplinar para devida apuração dos fatos na seara administrativa. A investigação está em andamento.

Leia a íntegra da nota enviada pela PM sobre o caso:

"A Polícia Militar do Ceará (PMCE) informa que na noite de ontem, 1º, no bairro Henrique Jorge, em Fortaleza, um policial militar foi conduzido à Delegacia de Defesa da Mulher (DMM), da Polícia Civil do Estado do Ceará (PCCE) e, contra ele foi expedido um Auto de Prisão em Flagrante Delito com base nos crimes de tentativa de feminicídio, ameaça no contexto de violência doméstica e familiar e maus-tratos a animais qualificado. Agora, o PM encontra-se recolhido no presídio militar.

A PMCE frisa que não compactua com condutas ilícitas. Por isso, faz cumprir rigorosamente as normas legais, sem deixar de respeitar, naturalmente, os princípios do contraditório e ampla defesa".

Violência contra a mulher - o que é e como denunciar?

A violência doméstica e familiar constitui uma das formas de violação dos direitos humanos em todo o mundo. No Brasil, a Lei 11.340, conhecida como Lei Maria da Penha, caracteriza e enquadra na lei cinco tipos de violência contra a mulher: física, psicológica, moral, sexual e patrimonial.

Entenda as violências:

Violência física: espancamento, tortura, lesões com objetos cortantes ou perfurantes ou atirar objetos, sacudir ou apertar os braços

Psicológica: ameaças, humilhação, isolamento (proibição de estudar ou falar com amigos)

Sexual: obrigar a mulher a fazer atos sexuais, forçar matrimônio, gravidez ou prostituição, estupro.

Patrimonial: deixar de pagar pensão alimentícia, controlar o dinheiro, estelionato

Moral: críticas mentirosas, expor a vida íntima, rebaixar a mulher por meio de xingamentos sobre sua índole, desvalorizar a vítima pelo seu modo de se vestir

A Lei 13.104/15 enquadrou a Lei do Feminícidio - o assassinato de mulheres apenas pelo fato dela ser uma mulher. O feminicídio é, por muitas vezes, o triste final de um ciclo de violência sofrido por uma mulher - por isso, as violências devem ser denunciadas logo quando ocorrem. A lei considera que há razões de condição de sexo feminino quando o crime envolve violência doméstica e familiar ou menosprezo ou discriminação à condição de mulher.

LEIA MAIS | Veja como denunciar violência doméstica durante a pandemia

Veja como buscar ajuda:

Central de Atendimento à Mulher – Ligue 180

Delegacia de Defesa da Mulher de Fortaleza (DDM-FOR)
Rua Teles de Souza, s/n - Couto Fernandes
Contatos: (85) 3108- 2950 / 3108-2952

Delegacia de Defesa da Mulher de Caucaia (DDM-C)
Rua Porcina Leite, 113 - Parque Soledade
Contato: (85) 3101-7926

Delegacia de Defesa da Mulher de Maracanaú (DDM-M)
Rua Padre José Holanda do Vale, 1961 (Altos) - Piratininga
Contato: 3371-7835

Delegacia de Defesa da Mulher de Pacatuba (DDM-PAC)
Rua Marginal Nordeste, 836 - Jereissati III
Contatos: 3384-5820 / 3384-4203

Delegacia de Defesa da Mulher do Crato (DDM-CR)
Rua Coronel Secundo, 216 - Pimenta
Contato: (88) 3102-1250

Delegacia de Defesa da Mulher de Icó (DDM-ICÓ)
Rua Padre José Alves de Macêdo, 963 - Loteamento José Barreto
Contato: (88) 3561-5551

Delegacia de Defesa da Mulher de Iguatu (DDM-I)
Rua Monsenhor Coelho, s/n - Centro
Contato: (88) 3581-9454

Delegacia de Defesa da Mulher de Juazeiro do Norte (DDM-JN)
Rua Joaquim Mansinho, s/n - Santa Teresa
Contato: (88) 3102-1102

Delegacia de Defesa da Mulher de Sobral (DDM-S)
Av. Lúcia Sabóia, 358 - Centro
Contato: (88) 3677-4282

Delegacia de Defesa da Mulher de Quixadá (DDM-Q)
Rua Jesus Maria José, 2255 - Jardim dos Monólitos
Contato: (88) 3412-8082

Casa da Mulher Brasileira

A Casa da Mulher Brasileira é referência no Ceará no apoio e assistência social, psicológica, jurídica e econômica às mulheres em situação de violência. Gerida pelo Estado, o equipamento acolhe e oferece novas perspectivas a mulheres em situação de violência por meio de suporte humanizado, com foco na capacitação profissional e no empoderamento feminino.

Telefones para informações e denúncias:

Recepção: (85) 3108.2992 / 3108.2931 – Plantão 24 horas
Delegacia de Defesa da Mulher: (85) 3108.2950 – Plantão 24 horas, sete dias por semana
Centro Estadual de Referência e Apoio à Mulher: (85) 3108.2966 - segunda a quinta, 8 às 17 horas
Defensoria Pública: (85) 3108.2986 / segunda a sexta, 8 às 17 horas
Ministério Público: (85) 3108. 2940 / 3108.2941, segunda a sexta , 8 às 16 horas
Juizado: (85) 3108.2971 – segunda a sexta, 8 às 17 horas

 

Dúvidas, Críticas e Sugestões? Fale com a gente

Tags

Polícia encontra fardamento do exército junto a suspeitos de Chacina de Caucaia

Chacina em Caucaia
13:08 | Ago. 02, 2021
Autor Angélica Feitosa
Foto do autor
Angélica Feitosa Autor
Ver perfil do autor
Tipo Noticia

A Polícia encontrou, junto aos suspeitos da ação que resultou em cinco mortes no distrito de Boqueirão das Araras, cerca de 20 quilômetros do centro de Caucaia, um fardamento do exército, no fim da noite de sábado, 31. A motivação para as mortes,  conforme o secretário de Segurança Pública, Sandro Caron, foi a "animosidade entre grupos criminosos que atuam em Caucaia". 

Durante a ação, foram apreendidas três armas de fogo – sendo duas espingardas e um revólver calibre 38, 28 munições, além de aparelhos celulares – incluindo os das vítimas –, fardamentos do Exército Brasileiro, balaclavas, luvas, um canivete, três latas de tinta spray, espoleta, pólvora, cerca de 3,5 quilos de chumbinho e um pano de bijuterias contendo dezenas de peças, além de de uma quantia de R$ 1,5 mil reais.

Pouco mais de 12 horas após a morte dos cinco homens, os suspeitos foram identificados e capturados em um trabalho conjunto da Polícias Civil e Militar do Ceará. Um sexto suspeito chegou a ser detido, porém, foi ouvido na condição de testemunha e liberado em seguida.

Foram presos: Antônio Michael da Silva Nogueira, 18 anos; João Pedro de Oliveira Sousa, 21 anos; Raimundo Cleilton Ferreira da Costa, 24 anos. Os três homens citados não possuem antecedentes criminais. Além deles foi preso também Leandro Moreira Vitor da Silva, 27 anos, que já responde por porte ilegal de arma de fogo. Outros dois suspeitos estão foragidos e um adolescente de 16 anos foi apreendido.

De acordo com o titular da Delegacia Metropolitana de Caucaia, Hugo Leonardo de Lima, o adolescente e outro suspeito preso, que O POVO não identifica para preservar a identidade do jovem, são irmãos e tinham alugado uma casa na cidade,  nas proximidades do local do crime. Em um trabalho de investigação, a Polícia chegou até o endereço dessa residência onde, os dois foram detidos e acabaram entregando os outros suspeitos.

A chacina

"As vítimas faziam parte de um grupo rival ao dos criminosos. Os homens presos souberam da localização das vítimas e aproveitaram a situação para efetuar a ação", informou o delegado Hugo Leonardo, titular da Delegacia Metropolitana de Caucaia.

Os sete suspeitos chegaram ao local, identificaram os homens no bar e deram início aos disparos. Dos cinco homens executados, dois morreram no local e três conseguiram fugir, informaram os agentes de segurança.

"Os homens que conseguiram fugir foram encontrados pelos suspeitos em cômodos dentro do imóvel onde estavam. Um dos homens foi executado no quarto, debaixo da cama, e os outros dois, no banheiro", conclui o delegado.

LEIA MAIS | Homem é preso em flagrante pela PM após cometer homicídio a facadas

Ceará registra 20 casos de stalking desde sanção de lei; entenda o crime

Os homens suspeitos foram autuados em flagrante por homicídio qualificado, roubo, corrupção de menores e por integrar organização criminosa. Já o adolescente de 16 anos foi autuado em um ato infracional análogo aos crimes cometidos pelos adultos, exceto a corrupção de menores.

Conforme levantamento preliminar da ocorrência, os suspeitos chegaram ao local atirando e fugiram em seguida. Uma motocicleta, possivelmente utilizada por eles, foi deixada no local e encaminhada para a Perícia Forense do Estado do Ceará (Pefoce), onde passou por perícia. Ainda no local, outras duas pessoas foram baleadas e encaminhadas para uma unidade hospitalar.

As outras duas vítimas são mulheres, sendo elas mãe, a dona do bar, e filha, que também foram atingidas pelos disparos de arma de fogo. Elas foram socorridas e levadas ao Hospital de Caucaia. A mãe foi ferida em uma das pernas e a filha sofreu uma lesão no braço. As vítimas não correm risco de morte. As duas mulheres foram inicialmente levadas para o Hospital Municipal de Caucaia e precisaram ser transferidas para o Instituto Doutor José Frota (IJF).

Colaborou Levi Aguiar

 

Guerra Sem Fim

O POVO Mais lança a segunda temporada de Guerra Sem Fim, série original que mergulha no universo das facções no Ceará.

O primeiro episódio desta temporada mostra a realidade das famílias expulsas de casa pelas facçõesRefugiados Urbanos

O segundo episódio mostra a disputa interna no PCC que levou ao surgimento da GDEGDE: como nasce uma facção

O terceiro episódio conta a história do jovem que sonhou suceder o pai na hierarquia da facção, mas encontrou outro caminho pela arte, assim como de outros jovens: Juventude Sobrevivente

Nessa segunda-feira, 19, foi lançado o terceiro episódio da nova temporada: “Juventude sobrevivente” revela casos de jovens que conseguem sobreviver nesses territórios dominados pelo terror por meio da arte. Você confere aqui

 

Assista à primeira temporada 

1ª temporada, episódio 1: A onda de violência

Em janeiro de 2019, as facções criminosas no Ceará se uniram contra as ações rígidas dentro das penitenciárias, gerando a maior onda de violência do Estado. Como isso aconteceu?

Assista aqui

1ª temporada, episódio 2: Tribunais do Crime

O funcionamento interno das facções criminosas no Ceará: como punem seus próprios integrantes?

Assista aqui

1ª temporada, episódio 3: Caminhos do Crime

A entrada em organizações como as facções é um dos caminhos trilhados pelo crime. O que influencia esse cenário? Como é possível fugir do crime?

Assista aqui

Dúvidas, Críticas e Sugestões? Fale com a gente

Tags

Chacina em Caucaia: cinco pessoas morrem e duas ficam feridas

CHACINA
10:55 | Ago. 01, 2021
Autor Levi Aguiar
Foto do autor
Levi Aguiar Autor
Ver perfil do autor
Tipo Noticia

Atualizada às 17 horas

Cinco homens morreram e duas mulheres ficaram feridas, sendo elas mãe e filha, em atentado na cidade de Caucaia, Região Metropolitana de Fortaleza (RMF), na noite desse sábado, 31. O POVO apurou que as vítimas estavam ingerindo bebida alcoólica em um bar, no Distrito de Boqueirão das Araras, quando alguns homens armados chegaram atirando. Pessoas próximas ao local ouviram os disparos e acionaram a Polícia. 

No momento do ataque, as vítimas tentaram fugir. Ao chegar no local do crime, os agentes de segurança encontraram cinco corpos, todos do sexo masculino. Desses, dois estavam caídos na estrada. Os outros três estavam no interior da residência onde funcionava o bar, um deles em um quarto e outros dois no banheiro. 

O POVO apurou que os homens chegaram a pé e na fuga roubaram três motocicletas, uma delas foi abandonada logo em seguida. Também foram subtraídos das vítimas objetos pessoais como caixa de som, celulares e uma bolsa com joias. Várias cápsulas de pistola ficaram espalhadas pelo chão. Os homens responsáveis pelos disparos e roubos também fizeram uma pichação na parede do local.

Duas mulheres, sendo elas mãe e filha, também foram atingidas pelos disparos de arma de fogo. Elas foram socorridas e levadas ao Hospital de Caucaia. A mãe foi ferida em uma das pernas e a filha sofreu uma lesão no braço. As vítimas não correm risco de morte. 

De acordo com a Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS), até o momento, apenas um dos homens mortos, de 28 anos, foi identificado formalmente. Ele possuía passagens por tráfico de drogas e posse ou porte ilegal de arma de fogo. O órgão informou também que as diligências continuam sendo realizadas pela equipe policial, mas detalhes como a motivação do crime ainda não foram descobertos. 

As duas mulheres foram inicialmente levadas para o Hospital Municipal de Caucaia e precisaram ser transferidas para o Instituto Doutor José Frota (IJF). O POVO entrou em contato com as instituições para averiguar mais informações, porém não obteve resposta até a publicação desta matéria.

Dúvidas, Críticas e Sugestões? Fale com a gente

Tags

Sandro Caron: Segurança do Ceará investe em inovação

00:00 | Jul. 31, 2021
Autor
Tipo Opinião

O Ceará vem direcionando esforços em políticas públicas de segurança eficazes. Os resultados já são observados: no 1º semestre de 2021, com a redução do número de vítimas de Crimes Violentos Letais Intencionais no Estado, sendo de 38,14% a diminuição em Fortaleza.

Segundo os dados da Superintendência de Pesquisa e Estratégia de Segurança Pública (Supesp), Caucaia, Maracanaú, Maranguape e Juazeiro do Norte também apresentaram quedas no indicador, com variações de -34,86%, -41,84%, -73,91% e -52,5%, respectivamente, no mesmo período.

Os números são tão expressivos que a edição de 2021 do Anuário Brasileiro de Segurança Pública menciona a diminuição dos nossos indicadores como um dos motivadores para a redução dos homicídios no Brasil.

Esses resultados são consequência do investimento do governo estadual, priorizando as estratégias de combate ao crime organizado, o que garantiu, por consequência, a melhoria dos índices criminais.

Dentre as medidas de combate às organizações criminosas, a Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS) reformulou seus setores de inteligência, aprimorou os trabalhos investigativos, reforçou as ações ostensivas e o policiamento de proximidade com a comunidade, além de já contar com a Delegacia de Repressão às Ações Criminosas Organizadas (Draco) da Polícia Civil.

Houve, ainda, investimento em pesquisas para a produção de tecnologias capazes de gerar padrões consistentes de informações, de forma a direcionar as decisões dos gestores a partir de dados e evidências.

O Status, por exemplo, produz manchas criminais com base na geolocalização das ocorrências. Há ainda sistemas que usam inteligência artificial para o monitoramento de veículos, como o caso do Agilis. Já o Big Data Cerebrum concentra bases de dados para uso em investigações.

Em outra vertente de atuação, a SSPDS dispõe de programas aplicados, de maneira multifatorial, ao combate ao crime organizado. O Programa de Proteção Territorial e Gestão de Riscos (Proteger) possui destaque entre as ações e já conta com 35 bases fixas da Polícia Militar instaladas. Tais bases têm trazido redução de indicadores.

Além disso, a SSPDS iniciou a Operação Domus, com o intuito de promover a segurança de moradores de conjuntos habitacionais. Por meio de ações operacionais, de inteligência e de investigação, o Ceará surge com potencial para destaque positivo no cenário brasileiro. n

 

Dúvidas, Críticas e Sugestões? Fale com a gente

Tags

Polícia prende homem que atropelou cadela em Assaré, Interior do Ceará

23:22 | Jul. 30, 2021
Autor Luciano Cesário
Foto do autor
Luciano Cesário Autor
Ver perfil do autor
Tipo Notícia

Um homem de 23 anos foi preso nesta quinta-feira, 29, em Assaré, na região do Cariri, após atropelar uma cadela de modo proposital por não receber o pagamento de uma dívida que cobrou da tutora do animal. O caso aconteceu no Distrito de Canto Alegre, na zona rural da cidade. A Polícia Civil conseguiu localizar o suspeito minutos depois da mulher prestar Boletim de Ocorrência na Delegacia local. Ele foi encontrado na cidade vizinha de Antonina do Norte e confessou o crime.

De acordo com a Polícia, Jonatas Gonçalves Mota, que é comerciante, teria ido cobrar o pagamento de uma cesta básica que tinha vendido à dona da cadela. A mulher alegou não ter o dinheiro naquele momento. Enfurecido por não receber a quantia solicitada, o homem avançou com uma motocicleta em direção ao animal de estimação dela. A cachorrinha ficou ferida na perna e deve passar por avaliação de um veterinário da Secretaria de Saúde do Município.

O homem foi autuado em flagrante com base na Lei de Crimes Ambientais, que estabelece pena de dois a cinco anos em regime recluso, além de multa, para quem cometer maus-tratos a animais. A legislação é recente, está em vigor desde o dia 30 de setembro do ano passado. Antes, a pena era de detenção de três meses a um ano, além de multa. A nova regra também proíbe a guarda do animal, no caso do agressor ser o próprio dono.

Dúvidas, Críticas e Sugestões? Fale com a gente

Tags

Foragido por triplo homicídio no trânsito há 22 anos é preso em Fortaleza

CRIME
16:55 | Jul. 29, 2021
Autor Angélica Feitosa
Foto do autor
Angélica Feitosa Autor
Ver perfil do autor
Tipo Noticia

Um foragido da Justiça do Estado foi preso por crime de trânsito, um triplo homicídio culposo, ou seja, quando não há a intenção de matar. A prisão ocorreu em cumprimento a mandado de prisão no bairro Jardim das Oliveiras, na terça-feira, 27. José Martins da Costa Neto, 49 anos, foi conduzido para a Delegacia de Capturas e Polinter (Decap), no bairro José Bonifácio, em Fortaleza, onde houve o cumprimento do mandado.

O alvo teve a prisão decretada pela Justiça de Caucaia em sentença definitiva, ou seja, já passou por julgamento e foi condenado. A captura aconteceu após um trabalho de inteligência. Um policial civil do Núcleo de Homicídios e Proteção à Pessoa (NHPP) localizou o foragido no imóvel em que residia na Capital e identificou José Martins da Costa Neto.

LEIA MAIS| Ceará é o quarto em ranking que compara proporção de mortes no trânsito contra mortes violentas

O triplo homicídio culposo no trânsito pelo qual o homem foi condenado ocorreu em uma madrugada de 1999, quando ele retornava de uma festa em Caucaia. O carro que o foragido conduzia em alta velocidade saiu do leito da pista e atropelou quatro pessoas que caminhavam no acostamento próximo ao evento. O acidente resultou na morte de três das quatro vítimas.

Na época, José Martins foi autuado em flagrante pelo triplo homicídio, mas respondeu em liberdade. Anos depois, com a ação penal transitada em julgado, um mandado de prisão foi expedido pela Justiça de Caucaia. Foragido, o homem foi capturado nessa terça-feira em Fortaleza. A pena sentenciada em decisão judicial é de sete anos, dois meses e 12 dias, em regime semiaberto.

Dúvidas, Críticas e Sugestões? Fale com a gente

Tags