PUBLICIDADE
Fortaleza
Noticia

Mão única e calçadão: veja como está ficando a av. Desembargador Moreira

Com boa parte da via revitalizada, espaço já é utilizado por moradores da região e divide opiniões. Prazo de conclusão é no próximo mês de julho

20:34 | 10/06/2021
Obras na av. Desembargador Moreira já atingiram 96% de execução (Foto: Thais Mesquita)
Obras na av. Desembargador Moreira já atingiram 96% de execução (Foto: Thais Mesquita)

 A metamorfose urbana faz parte da realidade das grandes metrópoles no Brasil e no mundo. Fortaleza segue a tendência de mudanças em seus espaços durante os últimos anos. A cada canteiro de obra, novas remodelações são elaboradas. Entre apoiadores e opositores, a cidade segue o seu ciclo de transformações.

Quem passa pela av. Desembargador Moreira, no trecho entre a Praça Portugal e a orla da Beira Mar, já pode usufruir das intervenções realizadas no local. Na antiga via de mão dupla, agora os carros só podem trafegar no sentido praia. O asfalto também deixou de fazer parte do ambiente, dando lugar a blocos de concreto.

"Eu adorei, o espaço ficou maravilhoso. Valorizaram muito o espaço para as pessoas ao invés dos carros. Estou adorando mesmo. Ficou muito bonito", destaca Bernadete Pinheiro, 66, que diariamente utiliza o ambiente revitalizado para caminhar com seu pet.

Com um amplo espaço para caminhar e um paisagismo reconfigurado, o local passava por alguns cuidados na manhã desta quinta-feira, 10, quando o O POVO esteve lá. Profissionais de jardinagem trabalhavam aguando e retocando algumas plantas que compõem o novo visual da avenida.

Luis Bento, 42, trabalha há dez anos em uma banca de revistas na av. Desembargador Moreira e acompanhou todo o processo de mudança. Para ele, a obra realizada pode ser avaliada com dois olhares distintos. "Acredito que a melhoria da avenida, para os moradores, vai ficar excelente. Mas também acho que o comércio pode sofrer um pouco. Acaba perdendo o trânsito dos carros e a visão que se tinha com isso. Acredito que quando tiver tudo pronto, vai ficar uma coisa linda", relata.

Luis apresenta, ainda, um outro ponto de vista. Segundo o vendedor de revistas, alguns clientes que frequentam o local questionam os recursos que foram gastos na obra. "Sempre tem gente comentando sobre essas mudanças que fizeram, tem gente que acha bom, mas outros falam que o dinheiro que foi gasto poderia servir para outras coisas na cidade. Tudo tem um lado bom e outro ruim", conclui.

Aposentada e moradora da região, Estela Alves é uma das pessoas que avalia as mudanças na via como desagradáveis. Mesmo utilizando o novo calçadão da avenida, ela fez críticas. "Eu não gostei, já são muitos anos morando aqui, e não precisava disso, não acho que acrescentou nada. Só muita barulheira. Ando por aqui porque é o jeito. Não sei quanto foi gasto nisso aqui tudo, mas agora que está feito, tem que deixar", comenta.

Entre críticas e elogios, a "nova" Desembargador Moreira vai tomando forma. Detalhes como o acabamento das tampas de encaixe no calçamento seguiam sendo realizados durante a manhã. De acordo com a Prefeitura de Fortaleza, a obra foi orçada em R$ 11,2 milhões, e as intervenções foram divididas em três partes levando em consideração as necessidades da via, como a rede hoteleira, comercial e residencial.

As reformas na Desembargador Moreira, entre as avenidas Dom Luís e Abolição, correspondem ao terceiro trecho da obra. Além das mudanças no pavimento, o calçadão ainda deverá ganhar novas cores de acordo com o projeto. Com o sentido único sertão/praia, os veículos devem acessar as ruas Osvaldo Cruz e Barbosa de Freitas para seguirem no sentido oposto (praia/sertão).

Mudanças em outros trechos

No trecho 1, entre as avenidas Pontes Vieira e Padre Antônio Tomás, a av. Desembargador Moreira também passou por mudanças. Com a requalificação da via, foi retirado o antigo pavimento, que deu lugar a um novo asfalto. A região também passou por um reforço de sinalização e teve seu canteiro central reconstruído.

Já entre as avenidas Padre Antônio Tomás e Dom Luís, no trecho 2, o projeto prevê a troca de todo o asfalto do local por piso de blocos de concreto. O objetivo é facilitar o escoamento da água, além de melhorar a sensação térmica na Avenida.

Entrega em julho


Ao O POVO, o secretário de infraestrutura do Município, Samuel Dias, disse que as obras dos três trechos da avenida já chegaram a 96% de execução física. A previsão, segundo ele, é que a entrega ocorra no próximo mês.Em fase de conclusão, restam apenas a implantação de paisagismo, mobiliários urbanos e nova iluminação.

Dias também ressalta que a mudança mais significativa ocorrerá no trecho 3, que vai da Praça Portugal até a Beira Mar, onde está sendo construído um calçadão. “É um trecho que vai fazer a migração entre a zona turística da Beira Mar e a zona comercial, fazendo com que a gente crie um novo corredor de indução do crescimento econômico da nossa cidade. A ideia é trazer os turistas da Beira Mar para o centro comercial, o que vai gerar mais emprego e renda para quem explora atividades econômicas naquela região”, pontua o secretário.

 

Veja as fotos:

Clique na imagem para abrir a galeria


Colaborou Luciano Cesário