PUBLICIDADE
Fortaleza
NOTÍCIA

Vereadora apresenta Projeto para incluir todas as lactantes no Plano Municipal de Vacinação

O projeto apresentado também visa, com a vacinação de lactantes, incentivar o aleitamento materno exclusivo até os 6 meses de idade

14:50 | 19/05/2021
No Brasil, cerca de 518 bebês faleceram por conta da Covid-19 (Foto: Gustavo Simão - Especial para O POVO)
No Brasil, cerca de 518 bebês faleceram por conta da Covid-19 (Foto: Gustavo Simão - Especial para O POVO)

A vereadora Larissa Gaspar (PT) apresentou um Projeto de Lei que visa a inclusão de todas mulheres que estão amamentando no Plano Municipal de Vacinação contra a Covid-19, ainda que não tenham comorbidades. A solicitação foi feita nesta terça-feira, 18, à Câmara Municipal de Fortaleza. Segundo a vereadora, o objetivo é garantir a imunização das mães e dos seus bebês, que receberiam os anticorpos do imunizante por meio do leite materno.

A proposta argumenta que, atualmente, pesquisas já comprovaram que os anticorpos de mães vacinadas são transmitidos aos bebê através do leite, sem apresentar riscos para o lactente. Dessa forma, essa estratégia de vacinação garantiria a imunização de duas pessoas a partir de uma única dose de vacina. Além disso, também foi ressaltada a problemática de que crianças pequenas não conseguem se adaptar bem ao uso de máscaras, havendo o risco de sufocamento para bebês menores de 2 anos.

LEIA TAMBÉM: De perdas evitáveis a berçários lotados: o cenário da Covid-19 entre gestantes no Ceará

>> Mortalidade materna cresce 64% no Ceará

Segundo a autora do PL, a iniciativa surgiu de uma mobilização nacional chamada “Lactantes pela Vacina”. Até o momento, o movimento reúne mães de 17 estados, que se encontram preocupadas de contrair o vírus da Covid-19 e lutam pela imunização. “É sobre garantir a imunização de um maior número de pessoas com apenas uma dose da vacina. Mãe e filho, ou até mais, no caso de mães que têm gêmeos ou trigêmeos. A nossa ideia é que (o Projeto) possa ser apreciado pela Câmara e que a Prefeitura de Fortaleza possa avançar nesse sentido, que já é uma realidade em São Paulo e esperamos que possa ser ampliado para outras cidades brasileiras”, declarou a vereadora.

Dados do Ministério da Saúde do Brasil revelam que, entre fevereiro de 2020 e março de 2021, foram reportados 852 óbitos associados à Covid-19 em crianças com menos de nove anos, incluindo 518 bebês.

Segundo Larissa Gaspar, a estratégia pode, ainda, se aliar a uma política pública de incentivo ao aleitamento materno. Segundo a Sociedade Brasileira de Pediatria, no Brasil, a média de tempo de amamentação é de apenas 54 dias, mesmo que se preconize o aleitamento exclusivo por 6 meses.

TAGS