PUBLICIDADE
Fortaleza
NOTÍCIA

Sarto assina projetos de auxílio para famílias com renda zero, motoristas e setor cultural

Caso sejam aprovadas na Câmara, os projetos beneficiarão empreendedores com renda zero, motoristas e taxistas, trabalhadores do setor cultural e seis mil famílias do Cartão Missão Infância

18:40 | 15/03/2021
Anúncio foi feito em transmissão do prefeito nas redes sociais (Foto: Reprodução/ Facebook)
Anúncio foi feito em transmissão do prefeito nas redes sociais (Foto: Reprodução/ Facebook)

O prefeito de Fortaleza, José Sarto (PDT), anunciou nesta segunda-feira, 15, novas medidas de apoio à população durante a pandemia de Covid-19. Em transmissão ao vivo nas redes sociais, o gestor assinou projetos, que agora serão enviados à Câmara Municipal para análise dos vereadores, que garantem auxílio emergencial de R$ 200 para empreendedores com renda zero cadastrados em programas da prefeitura e trabalhadores do setor cultural, além de cestas básicas para taxistas e motoristas. Ainda, um projeto aumenta para R$ 100 o pagamento mensal das famílias beneficiárias do Cartão Missão Infância.

LEIA MAIS | Auxílio emergencial: PEC é promulgada e governo deve enviar MP para liberar pagamento

Sarto iniciou a transmissão ao vivo celebrando a atuação dos profissionais de saúde do Ceará, “guerreiros e guerreiras que estão nos ajudando a vencer a guerra” contra a Covid-19. Ele também lamentou as mortes de cearenses que foram vitimizados pela doença. O médico memorou os diversos pacientes que receberam alta, inclusive ele mesmo, que teve Covid-19 no ano passado.

Segundo Sarto, R$ 31 milhões serão investidos pela prefeitura da Capital nos três projetos sancionados nesta noite. Um deles tem como foco as famílias beneficiadas pelo Cartão Missão Infância, lançado em outubro do ano passado. Após aprovação da Câmara, o recebimento mensal de 6 mil famílias passará de R$ 50 para R$ 100 durante os próximos três meses.

LEIA MAIS | Nascido em janeiro pode atualizar dados no Caixa Tem a partir de hoje

O “Projeto Renda em Casa” pretende fornecer auxílio emergencial de R$ 100 por dois meses para feirantes, ambulantes, artesãos e empreendedores com renda zero cadastrados em programas assistenciais da prefeitura, como Meu Carrinho Empreendedor, Mulher Empreendedora e Meu Bairro Empreendedor. O mesmo projeto também poderá distribuir cestas básicas para 30 mil taxistas, mototaxistas e motoristas de transporte escolar, motoristas de aplicativos, carroceiros e catadores de recicláveis.

Outro auxílio, voltado para o setor cultural, visa pagar o mesmo valor para quase 4 mil trabalhadores da área cadastrados em bancos de dados da Capital. O benefício será concedido pela Secretaria Municipal da Cultura (Seculfor) e, segundo o prefeito, haverá um “pente fino” para selecionar os beneficiados. Sarto espera que a Câmara se manifeste rapidamente quanto aos projetos para que, caso aprovadas, as rendas possam sem transferidas já no começo da próxima semana.

Por fim, quase 110 mil cestas básicas serão distribuídas, ao longo dos próximos três meses, para famílias em situação de alta vulnerabilidade que não têm crianças na rede municipal de ensino. Esta medida já foi confirmada pelo prefeito, pois não precisa de permissão legislativa para ser posta em prática. Outros 239 mil estudantes do ensino municipal recebem um segundo “kit alimentação” a partir da próxima segunda, 22 de março.

TAGS