PUBLICIDADE
Fortaleza
NOTÍCIA

IJF soma mais 10 leitos de UTI para Covid-19 e Prefeitura anuncia mais 10 para próxima semana

Implementação dos leitos foi anunciada pelo prefeito José Sarto (PTD), que afirmou implementação de mais 10 leitos de UTI na próxima semana e transformação de ala pediátrica em enfermaria para Covid-19

Ítalo Cosme
10:26 | 02/03/2021
Sarto afirma que deve transformar ala da pediatria do IJF em enfermaria para Covid-19 (Foto: Aurelio Alves)
Sarto afirma que deve transformar ala da pediatria do IJF em enfermaria para Covid-19 (Foto: Aurelio Alves)

Dez novos leitos de Unidades de Terapia Intensiva (UTI) foram ativados no Instituto Dr. José Frota (IJF), em Fortaleza, na manhã desta terça-feira, 2. Ao lado da secretária municipal da Saúde, Ana Estela Leite, e da superintendente do equipamento, Riane Azevedo, o prefeito José Sarto (PDT) disponibilizou os leitos para atendimento exclusivo da Covid-19. Desde o início do pico da segunda onda da pandemia, já são 60 novos leitos para receber pacientes em estado mais grave da doença. 

A expectativa do gestor municipal é de que, na próxima semana, outros 10 leitos de UTI exclusivos sejam incorporados à unidade hospitalar. No pronunciamento de entrega, feito nas redes sociais, Sarto afirmou ainda que deve transformar a ala da pediatria em uma de enfermaria específica para Covid-19. O chefe do Executivo de Fortaleza, porém, não detalhou o número de vagas nem a data de entrega do espaço.

"Nós estamos numa nova onda. É importante que você fortalezense entenda a gravidade pela qual estamos passando", pediu. O prefeito detalhou ainda que "os leitos são ocupados de acordo com a central, que manda para cá (IJF) os pacientes que vêm das Upas (Unidades de Pronto Atendimento)".

Sarto citou ainda que nas Upas há 160 vagas exclusivas para atendimentos da doença. Lembrou também do Hospital da Mulher, onde há 60 vagas destinadas à Covid-19, e do Frotinha da Messejana, onde, desde a segunda-feira, 1º, 62 leitos estão liberados para receber pacientes. 

"A expansão de leitos não avança na mesma velocidade que a circulação viral. O vírus está circulando e as pessoas estão se contaminando. Por isso, as autoridades recomendam não aglomerar, usar a máscara". E complementou: "Cuide da sua saúde, fique em casa e evite aglomeração. Só sai se for necessário, tenha cuidado com o grupo de risco. Assim, nós vamos sair mais rápido dessa crise".