PUBLICIDADE
Fortaleza
Noticia

Perspectiva é vacinar até mil profissionais da Saúde no Centro de Eventos até as 17 horas deste sábado

Idosos que foram agendados para o local, devido a erros da plataforma Vacine Já, estão sendo vacinados. Orientação é esperar a vacina em casa. Até sexta-feira, 29, 32.303 pessoas foram vacinadas em Fortaleza

13:24 | 30/01/2021
Estefany Braga, enfermeira da Unidade de Pronto Atendimento (UPA) do bairro Edson Queiroz (Foto: Irna Cavalcante)
Estefany Braga, enfermeira da Unidade de Pronto Atendimento (UPA) do bairro Edson Queiroz (Foto: Irna Cavalcante)

Profissionais da Saúde são vacinados contra Covid-19, neste sábado, 30, no Centro de Eventos

A enfermeira Estefany Braga saiu direto do plantão na Unidade de Pronto Atendimento (UPA) do bairro Edson Queiroz para ser vacinada contra o novo coronavírus na manhã deste sábado, 30, no Centro de Eventos. “Eu achei rápido e organizado. Estava bem ansiosa, porque é um novo começo, né? É o começo do fim. Agora é esperar a segunda dose. Não peguei Covid-19, graças a Deus”, diz. Segundo a profissional, a movimentação de infectados pela Covid-19 na unidade em que trabalha aumenta a cada dia.

Quem se vacina no Centro de Eventos hoje, 30, são trabalhadores da Saúde agendados, munidos da comprovação que trabalham na linha de frente do combate à Covid-19 - o que corresponde às áreas hospitalar e de Unidades de Pronto Atendimento (UPA). A perspectiva é vacinar 800 a 1000 profissionais da Saúde em linha de frente até as 17 horas.

Clique na imagem para abrir a galeria


 

De acordo com Erlemus Soares, coordenador da Rede de Atenção Primária e Psicossocial da Prefeitura de Fortaleza, até esta sexta-feira, 29, foram vacinadas 32.303 pessoas em Fortaleza, sendo 997 idosos. O restante corresponde aos profissionais da área da Saúde na linha de frente do enfrentamento à Covid-19.

Sem agendamento e erro do Vacine Já

 

Profissionais que foram ao Centro de Eventos por engano, sem agendamentos ou declaração da área em que trabalha, estão voltando. Segundo Erlemus, há um aviso no site sobre o assunto. Mais pessoas estão agendadas, mas foi preciso reduzir o número de pessoas por conta das novas restrições do Governo Estadual de combate à pandemia.

Houve também erros de agendamento na plataforma Vacine Já. “Alguns idosos foram agendados como sendo drive-thru, mas aqui hoje não funciona drive. Para essas pessoas, que tiveram o agendamento errado, estamos garantindo a vacina. Nós tínhamos, por exemplo, quatro ou cinco idosos na lista. Esses, se vierem, por mais que tenhamos avisado que iria levar a vacina em domicílio, estamos fazendo aqui”, assegura Erlemus.

Esse foi o caso de Zilma Oliveira, 77, que estava agendada por engano para a vacinação no Centro de Eventos. Apesar do problema no sistema, por ser idosa, foi imunizada. A sensação, para Zilma, é “de ansiedade por saber que está sendo vacinada". E afirma: “(Vou) Ficar em casa mesmo, fazendo meu fuxico, minhas palavras-cruzadas”.

Zilma Oliveira, 77, idosa que estava agendada por engano para vacinação no Centro de Eventos
Zilma Oliveira, 77, idosa que estava agendada por engano para vacinação no Centro de Eventos (Foto: Irna Cavalcante)

Deve-se verificar o que consta na plataforma Vacine Já. Caso o agendamento esteja errado, como, por exemplo, aparecer um local como o Centro de Eventos, o idoso não deve sair de sua residência. A vacina será aplicada em domicílio. As atividades do drive-thru têm previsão para começar ainda no fim da próxima semana, devido à demanda.

Na campanha de vacinação de Fortaleza, as vacinas aplicadas são: para idosos, Astrazeneca, que após 12 semanas, deve ser tomada a segunda dose; para profissionais da saúde, a Coronavac, que com 28 dias deve ser tomada a segunda dose.

Quantas pessoas na linha de frente?

 

A Prefeitura de Fortaleza está realizando um censo do quantitativo de profissionais na linha de frente. No Cadastro Nacional de Estabelecimentos da Saúde, do Ministério da Saúde, os estabelecimentos da área devem cadastrar todos os seus colaboradores. Entretanto, muitos hospitais, clínicas etc, não realizam tal registro.

Com o Censo, os dados devem ser cruzados e visualizados para saber ao certo quantos profissionais, hoje, atuam na linha de frente. Há 109 mil profissionais da saúde em Fortaleza, levando em consideração a última campanha de vacinação contra a H1N1.

O que profissionais da saúde devem levar para o local da vacinação:

 

- Declaração dada pela unidade em que trabalha;
- Carteira do Profissional da Saúde;
- Comprovante de Endereço;
- Não é necessário levar carteira de vacinação, pois a campanha tem um cartão próprio;
- Evitar levar acompanhante para não ter aglomeração;

Fonte: Erlemus Soares, coordenador da Rede de Atenção Primária e Psicossocial da Prefeitura de Fortaleza

 

Com informações da repórter Irna Cavalcante