PUBLICIDADE
Fortaleza
NOTÍCIA

Polícia investiga denúncia de agressão feita em faixa no bairro Papicu

Na faixa, a denúncia é por violação à Lei Maria da Penha e cita o endereço onde a vítima estaria passando pela agressão

18:10 | 06/12/2020
Cartaz em uma praça no bairro Papicu denuncia suposta transgressão à lei Maria da Penha. Foto: O POVO/Whatsapp (Foto: Foto: O POVO/Whatsapp)
Cartaz em uma praça no bairro Papicu denuncia suposta transgressão à lei Maria da Penha. Foto: O POVO/Whatsapp (Foto: Foto: O POVO/Whatsapp)

Uma faixa foi colocada em uma praça no bairro Papicu, em Fortaleza, com uma denúncia por violação à Lei Maria da Penha. Em letras maiúsculas, o cartaz traz um endereço de um apartamento, da rua Bento Albuquerque, com o número do imóvel e diz “Aqui mora um homem que bate em mulher”. O cartaz teve foto registrada neste domingo, 6, mas não se sabe quando foi colocado no local.

Uma equipe do plantão Delegacia de Defesa da Mulher (DDM) de Fortaleza esteve, neste domingo, 6, no local apontado onde haveria um suposto crime de violência contra a mulher. Contudo, conforme informou por nota a Polícia Civil, foi constatado que não havia situação de flagrante tampouco há relação dos envolvidos com infrações penais abrigadas pela Lei Maria da Penha.

Em razão disso, a Polícia Civil esclarece que a apuração do caso será feita pela delegacia responsável pela área, em caso de plantão, o 2º Distrito Policial, na Aldeota. A Polícia Civil reforça que qualquer mulher em situação de violência pode procurar a Casa da Mulher Brasileira, complexo que abriga a DDM Fortaleza, para realizar procedimento policial e registrar denúncias de crimes amparados pela Lei Maria da Penha.

A unidade policial funciona 24 horas e está localizada na rua Teles de Sousa, s/n, bairro Couto Fernandes. Se houver situação de flagrante, o indicado é ligar para o número 190, da Coordenadoria Integrada de Operações de Segurança (Ciops). A Polícia Civil ressalta que os os crimes de ameaça, violação de domicílio, calúnia, difamação, injúria e dano no contexto de violência doméstica e familiar também podem ser registrados na Delegacia Eletrônica (Deletron) no endereço: https://www.delegaciaeletronica.ce.gov.br. O serviço on-line pode ser acionado a qualquer horário do dia ou da noite. A Delegacia Eletrônica atende a todo o Estado do Ceará.

As vítimas de violência doméstica na Capital também podem contar com os serviços do Grupo de Apoio às Vítimas da Violência (GAVV) da Polícia Militar do Ceará (PMCE). Com formação no atendimento especializado, as equipes disponibilizam um número de contato via WhatsApp para recebimento de denúncias: (85) 98902-3372.