PUBLICIDADE
Fortaleza
NOTÍCIA

Mandado de prisão de ambulante foi expedido em abril deste ano

João Vitor é o terceiro preso do total de quatro pessoas, que foram indiciadas por participar da tentativa de homicídio contra um homem, no dia 11 de dezembro de 2019, em uma loja de som automotivo

20:00 | 28/08/2020
Policial jogou o carrinho de frutas no chão  (Foto: reprodução/vídeo )
Policial jogou o carrinho de frutas no chão (Foto: reprodução/vídeo )

O mandado de prisão preventiva em desfavor de João Vitor Silva Moreira, 20 anos, foi expedido em abril deste ano referente a uma tentativa de homicídio no bairro Vila Velha, em Fortaleza, e foi cumprido nesta sexta-feira, 28. O ambulante protagonizou uma cena que ganhou repercussão nacional ao ter seu carrinho de frutas jogado ao chão por um policial militar na última sexta-feira, 28. Dois policiais que estavam na ocorrência do carrinho foram afastados e o caso segue em apuração. João concedeu entrevista ao O POVO afirmando que tinha medo de retaliação.

João Vitor estava na casa de parentes, no bairro Aerolândia, e foi conduzido para o Complexo de Delegacias Especializadas (Code), onde a ordem judicial foi devidamente cumprida. Conforme a Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS), ele é o terceiro preso do total de quatro pessoas, que foram indiciadas por participar da tentativa de homicídio contra um homem, no dia 11 de dezembro de 2019, em uma loja de som automotivo.

A vítima foi atingida por disparos de arma de fogo. Em seguida, ele foi conduzido em estado grave para uma unidade de saúde na Capital, mas sobreviveu aos ferimentos. Os suspeitos foram indiciados por tentativa de homicídio e por integrar organização criminosa.