PUBLICIDADE
Fortaleza
NOTÍCIA

Projeto leva esporte para crianças e adolescentes por meio de atividades virtuais

O projeto Esporte Pela Vida Bem Star foi criado com o objetivo de atender crianças e jovens entre 5 a 17 anos, da rede de ensino pública e privada

Ismia Kariny
19:04 | 18/08/2020
Alunos atendidos na iniciativa Esporte Pela Vida Bem Star, em encontro realizado antes da quarentena (Foto: Divulgação/Governo do Ceará)
Alunos atendidos na iniciativa Esporte Pela Vida Bem Star, em encontro realizado antes da quarentena (Foto: Divulgação/Governo do Ceará)

O projeto Esporte Pela Vida Bem Star tem promovido atividades esportivas para crianças e adolescentes, durante o período de isolamento social. Desde o início do Decreto, o programa atendeu a 374 alunos, em mais de 100 transmissões ao vivo, com aulas de futsal, vôlei, treinamento funcional e ritmos (zumba e fitdance). A iniciativa subsidiada pelo Governo do Ceará tinha expectativa de atender até 800 crianças e adolescentes antes da quarentena, quando contavam com mais de 200 alunos. Agora, precisou se adaptar, por causa da pandemia da Covid-19.

As atividades durante a quarentena ocorrem por meio da plataforma Hangout. Podem participar estudantes da rede de ensino pública e privada, que tenham entre 7 e 17 anos. De acordo com o coordenador do Esporte Pela Vida Bem Star, Sousa Junior, os alunos matriculados no projeto recebem material como uniforme, bola, rede, chuteira, e demais recursos necessários para as aulas.

O Esporte Pela Vida Bem Star tem programação de segunda a sábado. As aulas de futsal ocorrem no turno manhã, tarde e noite, nos dias de segunda e quarta-feira; também nos três turnos, em dias de terça e quinta-feira, ocorrem as atividades de vôlei. Segundo Sousa Junior, a ideia é trabalhar no contraturno das crianças.

“A gente quer ocupar o tempo das crianças com qualidade, e a ferramenta é o esporte. A gente pega essas crianças que ficam em casa, com tempo ocioso nas ruas, e ocupa elas com orientação profissional dentro do esporte, dentro de uma atividade extraescola”, comenta o coordenador da iniciativa, que é subsidiada pelo Governo do Ceará com patrocínio da Enel Distribuição Ceará.

Além de programação para estudantes da rede pública e privada, o projeto também dá assistência às mães, por meio de atividades de treinamento funcional e ritmos, como zumba e fitdance. Elas ocorrem aos sábados e dias de quarta-feira, salienta Sousa Junior. “A gente orienta as mães com relação ao comportamento das crianças, sobre a escola; e nesse período de pandemia, a gente distribuiu cestas básicas [para as famílias]”.

Esporte Pela Vida Bem Star

Clique na imagem para abrir a galeria

O projeto Esporte Pela Vida Bem Star foi criado com o objetivo de atender crianças e jovens entre 5 a 17 anos. Ele tem como base os pilares da família, escola e esporte; além da busca por democratizar o acesso à prática esportiva, com promoção ao desenvolvimento integral de crianças, adolescentes e jovens. O fator de formação é a cidadania e melhoria da qualidade de vida, prioritariamente em áreas de vulnerabilidade social.

“Com a pandemia a gente teve que se adaptar. Levamos aula teórica, sobre a história do futsal e do vôlei, sobre como eles vieram parar aqui no Brasil e no Ceará. A gente faz lives de ritmo e treinamento funcional, e as crianças reproduzem em casa”, detalha Sousa Junior, coordenador da iniciativa. Nas atividades virtuais, também são convidados personalidades do esporte, como ex-atletas cearenses, para conversar com os alunos do projeto. Entre os que já participaram está Roberto Lopes, que é bicampeão do Circuito Mundial de vôlei de praia.

Inscrição 

Para se inscrever no projeto, o responsável pelo aluno deve preencher uma ficha de cadastro disponível no núcleo do Esporte Pela Vida Bem Star, que fica localizado na sede do Instituto da Primeira Infância (Iprede), na rua Professor Carlos Lobo, 15 – Cidade dos Funcionários, em Fortaleza. Não precisa de documentação para realizar o cadastro.