PUBLICIDADE
Fortaleza
NOTÍCIA

Operação cumpre 38 mandados no Ceará; mulheres ligadas à facção são investigadas

Investigação mostrou protagonismo de mulheres ligadas à facção criminosa

Rubens Rodrigues
13:00 | 28/07/2020
38 mandados foram cumpridos em cidades cearenses (Foto: MPCE/Divulgação)
38 mandados foram cumpridos em cidades cearenses (Foto: MPCE/Divulgação)

A segunda fase da Operação Flashback, que combate o núcleo principal da facção criminosa Primeiro Comando da Capital (PCC), resultou em 38 mandados de prisão temporária cumpridos em Fortaleza e outras 14 cidades do Ceará. A ação é nacional e, no Estado, é deflagrada pelo Ministério Público do Estado do Ceará (MPCE), por meio do Grupo de Atuação Especial de Combate às Organizações Criminosas (Gaeco), e a Polícia Militar, nesta terça-feira, 28.

Além da Capital, os 38 mandados de prisão temporária foram cumpridos em Sobral, Juazeiro do Norte, Santana do Acaraú, Boa Viagem, Jaguaribe, Aquiraz, Novo Oriente, Senador Pompeu, Nova Olinda, Tianguá, Independência, Tabuleiro do Norte, Russas e Mauriti.

Atuação conjunta é do Grupo Nacional de Combate às Organizações Criminosas (GNCOC), do Ministério da Justiça e Segurança Pública (MJSP), em outros 10 estados brasileiros. Os mandados desta fase são cumpridos também em Alagoas, Pernambuco, Bahia, Paraíba, Piauí, Paraná, Mato Grosso do Sul, São Paulo e Minas Gerais. Ao todo, 212 mandados de busca e apreensão, e de prisão, foram cumpridos em 71 cidades.

De acordo com a Secretaria de Segurança Pública do Estado de Alagoas (SSP/AL) e o Ministério Público do Estado de Alagoas (MPEAL), a investigação aponta o protagonismo das mulheres ligadas ao PCC. A pasta informou que há avanço na ocupação de cargos de chefia no organograma da organização criminosa. "De acordo com os levantamentos minuciosos da referida unidade da Polícia Civil de Alagoas, as mulheres têm perfil igualmente violento quanto o dos homens da facção, quando definem julgamentos ocorridos nos tribunais do crime", diz a secretaria.

Nacionalmente, foram expedidos mandados de prisão e busca e apreensão contra 40 mulheres. Elas são 18% dos alvos. Na primeira fase da operação, elas eram apenas sete - aumento de 557%. O MPCE não informou quantas dessas mulheres estariam no Ceará e se elas teriam sido alvo dos mandados cumpridos no Estado.

Todos os mandados foram expedidos pela 17ª Vara Criminal de Maceió. Ainda conforme a SSP/AL, é de Mato Grosso do Sul, onde a nova composição da facção tem base, que "saem as ordens de justiçamento para todo Brasil". O Nordeste soma 179 mandados judiciais expedidos para oito estados, a maioria no Ceará e em Alagoas. O estado alagoano concentra o maior número de alvos: 101. São 80 mandados em Maceió e outros em 11 municípios.