PUBLICIDADE
Fortaleza
NOTÍCIA

Crimes contra crianças e adolescentes no Ceará cresceram em média 20% durante a pandemia

Em entrevista ao O POVO, o presidente da Associação, Eulógio Neto, informou que esses casos são refentes a maus tratos

Jéssika Sisnando
13:48 | 22/07/2020
Maria Ester, de três anos de idade, foi morta e apresentava lesões em todo o corpo  (Foto: reprodução/arquivo pessoal )
Maria Ester, de três anos de idade, foi morta e apresentava lesões em todo o corpo (Foto: reprodução/arquivo pessoal )

Os crimes contra crianças e adolescentes no Ceará cresceram em média 20% entre março e maio deste ano. A informação é da Associação dos Conselheiros Tutelares do Ceará.

Em entrevista ao O POVO, o presidente da Associação, Eulógio Neto, informou que esses casos são refentes a maus tratos. A convivência mais próxima dos pais com a criança, a falta de emprego e a falta de alimento são fatores que, segundo Eulógio, aumentam os riscos de violência.

Os dados são obtidos a partir das denúncias que chegam ao Conselho Tutelar. A Secretaria Nacional de Direitos Humanos da Criança e do Adolescente também atua no registro dessas denúncias.

Eulógio Neto destaca que o conselheiro deve fazer uma descrição do caso, coletar todas as informações possíveis e aprofundá-las para entender a dinâmica do atendimento.

Polícia investiga morte de menina de três anos

Maria Ester Rodrigues Correia, de 3 anos, foi levada pelo pai ao Hospital de Russas com diversas lesões, na noite da última terça-feira, 21. O prontuário afirma que pai e madrasta foram à unidade hospitalar com a criança morta e teriam comunicado que ela havia sofrido um engasgo. Para justificar marcas de espancamento, o homem afirmou que a menina havia caído de uma motocicleta um dia antes. De acordo com o delegado de Russas, Eduardo Borges, o casal, Nemezio Correia Galvao Neto e Eduarda Ferreira Luiz, é suspeito da morte da vítima e, após deferimento de mandado de prisão temporária, são considerados foragidos

TAGS