PUBLICIDADE
Fortaleza
Noticia

Edital de concessão propõe 22 unidades comerciais nos espigões da Praia de Iracema

Conforme o concurso, a concessão à iniciativa privada é referente aos equipamentos localizados na altura das avenidas Desembargador Moreira e Rui Barbosa

Lucas de Paula
21:00 | 21/07/2020
  (Foto: Divulgação/Prefeitura de Fortaleza)
(Foto: Divulgação/Prefeitura de Fortaleza)

Projeto de concessão de dois espigões na Praia de Iracema à iniciativa privada, publicado em edital lançado pela Prefeitura de Fortaleza, propõe a instalação de 22 unidades comerciais. Empresas interessadas na concessão dos espigões, localizados nas avenidas Desembargador Moreira e Rui Barbosa, devem entregar propostas no dia 21 de agosto, entre o horário de 10h e 10h15min. Os envelopes devem ser entregues na Rua do Rosário, nº 77, edifício Comandante Vital Rolim. 

A concessão abrange o uso para instalação, gestão, operação e manutenção de empreendimentos de entretenimento nos espigões, além de atividades inerentes, acessórias ou complementares. O plano de gestão tem como finalidade estabelecer condições para melhorar a administração dos espaços litorâneos, orientando o uso racional e a qualificação ambiental e urbanística dos territórios.

Conforme o edital, a concessão irá valer por 18 anos, podendo ser prorrogada. O valor estimado do contrato é de mais de R$ 4,1 milhões. 

Estabelecimentos

As estruturas de bares e restaurantes de maior porte deverão ter cozinha e bar com serviços especializados, possuindo mesas e ar condicionado. O edital pontua que deve ser oferecida "experiência de atendimento única, à beira mar".

Ainda segundo o edital, poderão ser comercializados óculos de sol, lembranças turísticas, itens de artesanato, artigos esportivos, moda praia, assessórios, sorvetes, açaí, cachorro quente, sucos naturais. Além disso, será permitida a prestação de serviços de pacotes turísticos, fotografias, aulas de ioga, massagens terapêuticas, entre outras atividades.

Estão previstos a realização de desfiles, exposições de arte, lançamento de produtos, festas de casamento e festas de final de ano. Os eventos não serão diários ou constantes, mas servirão de atrativo para visitação. "Esta utilização, apesar de não diária e constante, pode ser uma fonte de receitas acessórias importante que ajudarão a custear as operações, além de servirem de atrativo para aumentar a visitação às estruturas", pontua o ofício.

Contêineres

Ao todo, é proposta a instalação de 22 unidades comerciais nos dois espigões. Elas serão compostas por quatro contêineres de 12 metros de comprimento e 2,44 metros de largura, fixos uns nos outros.

As sobreposições proporcionarão espaços com mesas, instalação de bancadas de atendimento, cozinha com área para preparo e limpeza, depósito e banheiro acessível. Também haverá duas áreas externas no pavimento superior, com mesas e contemplação de paisagem ao redor.

Confira galeria de fotos:

Clique na imagem para abrir a galeria