PUBLICIDADE
Fortaleza
NOTÍCIA

IJF tem redução de quase 50% em atendimentos por acidentes de trânsito

A razão da diminuição é o cumprimento do decreto de isolamento social feito pelo governador Camilo Santana. Unidade hospitalar tem usado leitos para atender pacientes de menor complexidade dos frotinhas. IJF tem 18 pacientes internados com a covid-19

16:54 | 01/04/2020
FORTALEZA, CE, BRASIL, 31-03-2020: Homem de mascara em frente ao IJF. IJF - Instituto Dr. José Frota, movimentacão em epoca de COVID-19. (Foto: Aurelio Alves/O POVO)
FORTALEZA, CE, BRASIL, 31-03-2020: Homem de mascara em frente ao IJF. IJF - Instituto Dr. José Frota, movimentacão em epoca de COVID-19. (Foto: Aurelio Alves/O POVO) (Foto: AURéLIO ALVES)

Desde que o governador do Estado, Camilo Santana, anunciou, no último dia 19, o decreto determinando o fechamento de comércio, templos, igrejas, museus, barracas de praia e outros locais de aglomeração, o número de atendimentos de traumas caiu quase pela metade no Instituto Dr. José Frota (IJF). Em 2019, entre os dias 17 e 31 de março, a quantidade de atendimentos por acidentes de trânsito foi de 3.350. Já este ano, foi de 1.714, uma redução de 49%. “A redução existe porque as pessoas permanecem mais em casa. É natural que elas se exponham menos e acaba diminuindo o número de acidentes”, aponta Riane Azevedo, superintendente do IJF.

Se a estimativa for comparada desde o dia 10 do mês passado, nove dias antes do decreto, até o dia 31, percebe-se uma queda no aumento. Ano passado, nesse intervalo, foram 6.607 atendimentos de traumas por trânsito e, este ano, 4.594. O que se observa, segundo a médica, é que os motivos que chegam às emergências da unidade hospitalar também se modificaram. As quedas, por exemplo, passou por uma redução de 17%. “Mais comuns em idosos, esses traumas de cair da própria altura tiveram uma diminuição, acredito, porque parte dos idosos está cumprindo a quarentena e porque os filhos puderam estar mais vigilantes com os pais”, pontua.

O impacto direto com a redução de acidentes e a menor ocupação de leitos, segundo a superintendente, é o atendimento de casos que consideramos de menor gravidade. O número de atendimentos e de cirurgias não diminuiu. Isso porque a unidade passou a chamar pacientes do Hospital Distrital Evandro Ayres de Moura, o Frotinha do Antônio Bezerra, e do Hospital Distrital Maria José Barroso de Oliveira, o Frotinha da Parangaba. “Não temos mais (pacientes no) corredor desde a inauguração do novo centro cirúrgico”, avalia. O novo centro cirúrgico do IJF foi inaugurado no dia 12 de fevereiro deste ano e conta com mais nove salas de cirurgias, passando de 11 para 20.

O IJF segue como referência no socorro de traumas graves, lesões vasculares complexas, acidentes com animais peçonhentos, intoxicações agudas, queimaduras e ingestão ou aspiração de objetos estranhos.

Uma unidade especial foi preparada no novo Anexo IJF 2 para o acolhimento de pacientes graves, encaminhados das unidades básicas de referência em casos suspeitos de Covid-19, por meio de regulação. Ela conta com 20 leitos de tratamento intensivo. Os profissionais foram capacitados, segundo a superintendente, no tratamento das complicações respiratórias. Mais leitos serão abertos nos próximos dias, com a antecipação dos prazos de abertura dos últimos andares do prédio, onde serão instalados mais leitos de UTI, totalizando 175 vagas para atendimento.

Professor do Departamento de Engenharia de Transporte (DET) da Universidade Federal do Ceará (UFC), Mário Ângelo Azevedo afirma que, com o trânsito menos intenso, é natural que menos acidentes ocorram. “É quase como um domingo todos os dias”, compara. No entanto, ele alerta que alguns motoristas têm se aproveitado da ausência quase que completa de carros para cometer irregularidades e infrações. “Da minha janela mesmo eu vejo gente circulando na contramão. É fundamental mantermos o cuidado por mais que o trânsito esteja fraco de volume. Leis de trânsito continuam sendo leis e precisam ser respeitadas, independente de pandemia”, alerta o professor, que mora próximo à avenida 13 de maio.

Segundos dados da Autarquia Municipal de Trânsito e Cidadania (AMC), o número de ocorrências envolvendo acidentes atendidos reduziu 270%, no período de 19 a 29 de março deste ano em relação ao mesmo período do ano passado. Em 2020, foram registrados 95 acidentes. Já em 2019. esse número foi de 351, considerando atropelamento, colisão com e sem vítima, choques com poste, dentre outros. Em relação especificamente a acidentes fatais o órgão registrou uma queda de 20%. Já no que se refere apenas a acidentes com feridos foi uma diminuição de 58,2%.

Fortaleza já possui 20 leitos disponíveis no IJF 2, sendo dez deles de UTI e 10 de enfermaria. A meta, segundo o prefeito Roberto Cláudio, é entregar mais 155 leitos exclusivos para pacientes com o novo coronavírus no IJF 2 até o mês de maio.

 

Acesse a cobertura completa do Coronavírus >