PUBLICIDADE
Fortaleza
NOTÍCIA

Moradores do bairro Ancuri bloqueiam avenida em protesto contra más condições de via

A situação, segundo uma moradora, é constante há anos. Prefeitura diz que há um projeto de requalificação em curso

Matheus Facundo
22:20 | 06/03/2020
Seinf diz que intervenções na região já começaram
Seinf diz que intervenções na região já começaram (Foto: Via WhatsApp O POVO)

A avenida Dionísio Leonel Alencar, no bairro Ancuri, em Fortaleza, foi bloqueada por moradores da região em protesto contra as más condições da via na noite desta sexta-feira, 6. A situação, segundo uma moradora, é constante e dura anos. Prefeitura diz que há um projeto de requalificação em curso.

Por volta das 19h30min desta sexta, os manifestantes já se organizavam na avenida com cartazes e cordão humano para bloquear o fluxo de veículos. Conforme Monalise Colares, 43, que trabalha com Segurança Eletrônica, eles chegaram a queimar pneus.

"A expectativa é que chegue aos órgãos públicos para que comecem a fazer manutenção no nosso bairro. Não só na pavimentação mas também na iluminação, no calçamento pros pedestres. Quem tem imóvel aqui não consegue alugar e nem vender porque não tem quem compre", denuncia a moradora do Ancuri.

PRF esteve no local
PRF esteve no local (Foto: Via WhatsApp O POVO)

Conforme a Secretaria Municipal da Infraestrutura (Seinf), uma parte das obras na avenida Dionísio Leonel Alencar já começou. Dividia em três etapas, a requalificação teve de começar pela etapa dois do processo. "Já as etapas 1 e 3 estão em fase de licitação, com previsão de início para abril deste ano", diz nota enviada pela pasta.

Estão previstos drenagem, recuperação asfáltica e nova pavimentação, incluindo novas calçadas e meios-fios. Monalisa diz sofrer com o problema asfáltico há cinco anos, o período em que ela está no bairro. "Tem comércio fechando também, o dinheiro não roda mais aqui porque as pessoas estão indo embora", indica a moradora. Conforme a Seinf, 1.430,69 metros de extensão asfáltica serão parte da intervenção.

Agentes da Polícia Rodoviária Federal (PRF) estiveram no local durante a manifestação para resguardar a segurança do local e da via.