PUBLICIDADE
Fortaleza
NOTÍCIA

Prefeitura inicia requalificação de pelo menos 22 ruas na Granja Lisboa

Ações fazem parte do Programa Mais Ação e deverá contemplar obras de drenagem, pavimentação, esgotamento sanitário e iluminação. Previsão de conclusão é final de 2020

11:11 | 06/01/2020
Previsão para término da obra é de dez meses
Previsão para término da obra é de dez meses (Foto: Leonardo Maia/ Especial para O POVO)

Atualizada às 12h47min

Pelo menos 22 ruas da comunidade 7 de Setembro, no bairro Granja Lisboa, serão requalificadas pela Prefeitura de Fortaleza. Obras de drenagem, pavimentação, esgotamento sanitário e nova iluminação também serão realizadas. 

O prefeito Roberto Claudio (PDT) esteve presente na solenidade de abertura da obra de serviço, que aconteceu na manhã desta segunda, 6, e garantiu que as intervenções na região devem ficar prontas até o final de 2020. As obras devem começar em até duas semanas, segundo o prefeito.

Ele ressaltou que a comunidade foi construída há 25 anos sem nenhuma infraestrutura, em uma área de areia tomada por braços de riacho a céu aberto. "Esse é um sonho de muito tempo. A gente quer entregar essa intervenção até o final deste ano. Terminar a gestão entregando a urbanização da 7 de Setembro", disse.

Essa é a sétima área que passará por mudanças dentro do Programa Mais Ação. As intervenções serão executadas pela Secretaria Municipal da Infraestrutura (Seinf), que já realiza obras em outros bairros da Capital, como Canindezinho, Barroso, Aracapé, Jagatá, Jardim Glória, Unidos Venceremos, Mondubim e Jangurussu. Cerca de R$ 6,8 milhões deverão ser investidos na comunidade 7 de Setembro. Conforme o prefeito, as áreas mais vulneráveis de Fortaleza são prioridade do Programa. "Áreas que mais sofrem com esgoto a céu aberto, em épocas de chuva com lama e água batendo na porta".

"Mais do que uma obra de infraestrutura, é uma obra de qualidade de vida. É uma obra que trata da saúde das pessoas, visto que aquele esgoto que corre hoje a céu aberto, vai correr da forma correta", afirma Manuela Nogueira, titular da Seinf. Segundo ela, além da infraestrutura básica necessária, as pessoas também poderão ter acesso a vários serviços que às vezes não chegam nessas localidades, "como coleta do lixo e ambulância". A expectativa para entrega é de dez meses, conforme Manuela.

"A gente fala em média 22 vias, porque às vezes o projeto não contempla um pequeno trecho, mas na hora da intervenção é necessário fazer esse pequeno trecho.Em termos macro, aqui na comunidade serão 22 vias totalmente requalificadas", explica a secretária.

Moradora do bairro há 17 anos, a comerciante Adriana Lima demonstra entusiasmo com a novidade. Ela denuncia a situação da região, que costuma sofrer com a falta de saneamento básico. "A gente vive praticamente dentro do lixo, da lama. Estamos com essa esperança de mudar. Eu já saí duas vezes (da comunidade), mas voltei", diz. Para Adriana, a importância da obra contempla não só os adultos do bairro, mas também as crianças. "A gente não vive, a gente vegeta nesse lugar. A gente vai ter esperança para nossos filhos e netos. Eu moro aqui há 17 anos. Nunca vi prefeito, governador, entrar aqui na nossa comunidade. Estou vendo agora. Eu dizia sempre: não vamos desistir da gente!", desabafa.

Prefeito e secretária de Infraestrutura assinam abertura de obra de serviço
Prefeito e secretária de Infraestrutura assinam abertura de obra de serviço (Foto: Nathally Kimberly/ Especial para O Povo)

Programa Mais Ação

O Mais Ação tem um valor global de recursos na ordem de R$ 1,5 bilhão. As ações vão garantir, entre as iniciativas previstas, a urbanização de 900 vias em mais de 30 bairros carentes da Cidade, levando saneamento básico, drenagem, calçadas e pavimentação.

O projeto prevê, ainda, a construção de unidades de saúde, a requalificação de espaços públicos, a edificação de Centros de Educação Infantil e Escolas de Tempo Integral, urbanização de lagoas, drenagem e pavimentação de vias, além da ampliação do projeto Areninhas, implantação de binários, ciclofaixas e melhorias voltadas ao transporte público municipal.