PUBLICIDADE
Fortaleza
NOTÍCIA

Do Ceará, 35 professores da rede pública embarcam para intercâmbio nos EUA

Educadores cearenses ainda aguardam liberação da Secretaria da Educação do Ceará (Seduc) para realizar intercâmbio

00:00 | 17/06/2019
Biblioteca da escola EEEP Jaime Alencar de Oliveira, uma das instituições cearenses a ter um professor selecionado pra participar do intercâmbio
Biblioteca da escola EEEP Jaime Alencar de Oliveira, uma das instituições cearenses a ter um professor selecionado pra participar do intercâmbio(Foto: Reprodução/Google)

Atualizado às 17h23min

No próximo 28 de junho, 35 professores de inglês da rede pública de ensino do Estado do Ceará embarcam para os Estados Unidos para intercâmbio linguístico e cultural na área de magistério. Os docentes cearenses instalam-se no estado do Kansas e terão aulas em duas universidades: University of Kansas e Kansas State University. O curso dura seis semanas. 

Todas as despesas, como passagens aéreas, visto, translado no país, alimentação e estadia serão custeados pelo Programa de Desenvolvimento Profissional para Professores de Língua Inglesa nos EUA (PDPI). A iniciativa é da Fulbright, organização internacional, e da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes).

Professor da Escola Estadual de Educação Profissional Jaime Alencar de Oliveira, Alisson Gomes viaja para a University of Kansas. Lá, ele deve estudar e aperfeiçoar metodologias de ensino. De acordo com ele, o Programa orienta a multiplicação do aprendizado nos EUA no retorno às escolas de origem.

Aqueles a ficarem na Kansas State University receberão instruções de aperfeiçoamento do inglês. O local é destino aos que se encaixam em nível intermediário. “É necessário se atualizar. A forma como nos comunicamos muda muito. As metodologias também mudam. Quando saímos da universidade, a gente estaciona”. A oportunidade de reciclagem vem agora na universidade americana, como reflete Allison.

Com toda essa crise de investimento na educação, é importante que esses investimentos sejam mantidos. Meu medo é de que isso não ocorra nos próximos anos. Espero que não seja a última vez e que isso continue”, anseia o professor fazendo referência aos cortes no Ministério da Educação e no Capes.

No total, 486 bolsas foram oferecidas em todo o País. Os professores brasileiros encontram-se em São Paulo dois dias antes de partir rumo aos EUA. Lá, recebem instruções necessárias para o intercâmbio.

Enquanto isso, os educadores cearenses selecionados aguardam a liberação da Secretaria da Educação do Ceará (Seduc) para realizar a viagem. Por meio de nota, a Seduc informou que está adotando as providências necessárias para a liberação dos professores que farão parte do PDPI.

Ítalo Cosme