PUBLICIDADE
Fortaleza
NOTÍCIA

Aplicativo para contratação de diaristas chega a Fortaleza no próximo mês

Segundo seus desenvolvedores, atualmente, a plataforma está em fase de cadastro de profissionais autônomas

16:00 | 07/06/2019

Na onda de aplicativos de contratação de serviços, chega a Fortaleza um app que tem como objetivo conectar clientes a profissionais autônomos que realizam serviços de limpeza residencial. Já funcionando em Pernambuco, Paraíba e Rio Grande do Norte, o Broomy será lançado para clientes fortalezenses no início de julho.

O aplicativo surgiu há um ano após seus desenvolvedores perceberem as dificuldades de encontrar uma diarista e estudarem as dificuldades que elas podem ter em encontrar um trabalho. Assim, criaram a plataforma que conecta profissionais e clientes e permite o agendamento para até oito horas de limpeza doméstica. “Iniciamos com menos de 15 diaristas, hoje temos mais de 400 ativas”, conta Diogo Catão, um dos desenvolvedores. “A ideia é aumentar renda e não substituir. Sempre recomendamos que nunca deixem o que já tem para usar o aplicativo, apenas fazer uso caso queira complementar renda”.

Ele explica ainda que as reclamações correspondem a menos de 1% das limpezas, “mas nenhuma grave, apenas questão de atraso ou horário não usado de forma adequada”. A segurança é um dos pontos de atenção dos seus criadores. De acordo com Catão, “as diaristas são avaliadas pela documentação, antecedentes criminais e considerações resultantes de serviços anteriores”. Já as profissionais também têm a possibilidade de avaliar os serviços e solicitar o bloqueio de um cliente para que ela não o atenda mais.

Para fazer o pedido, é necessário informar o endereço, dia e horário do serviço, além dos dados do cartão de crédito. Em seguida, o usuário confere o valor ao lado do botão que será imediatamente cobrado e confirma o pedido para que o Broomy procure uma diarista verificada e disponível. Assim que o pedido de limpeza é aceito pela diarista, aparecerá para o cliente a foto, o RG e a nota média de atendimento dela.

Em números

Segundo o Instituto Brasileiros de Geografia e Estatística (IBGE), o número de trabalhadores domésticos em 2018 foi o maior em sete anos: 6,24 milhões. Porém, há uma queda nos trabalhadores com carteira assinada: desde 2016, quando atingiu seu pico, os domésticos com carteira encolheram 11,2% - totalizando 1,82 milhão em 2018. Já aqueles sem carteira subiram de 4,12 milhões em 2016 para 4,42 milhões em 2018 (7,3% a mais).

As empregadas domésticas, incluindo as diaristas, que atendem uma casa apenas em alguns dias da semana ou do mês, formam a grande parte dos sem-carteira. Ainda de acordo com o IBGE, a remuneração média mensal desses trabalhadores é R$ 797,33. No aplicativo, as diaristas receberão os valores padrão que variam entre R$ 85 e R$ 97 por dia, podendo chegar a R$ 3 mil por mês. O cadastramento das interessadas no trabalho será feito pelo site a partir da próxima semana.

 Redação O POVO Online