PUBLICIDADE
Fortaleza
NOTÍCIA

Preço do combustível cai na Capital; postos afirmam que não se deve à redução federal

Apesar de recuo no preço médio da gasolina às distribuidoras, gerentes garantem que valores mais baratos se devem a promoções e competição entre postos

13:59 | 03/06/2019
Posto Shell da avenida Pontes Vieira. Preço de Gasolina têm baixa em postos da cidade.
Posto Shell da avenida Pontes Vieira. Preço de Gasolina têm baixa em postos da cidade.(Foto: Tatiana Fortes/ O POVO)

Desde sábado, 1º, o preço médio da gasolina às distribuidoras, sem tributos, recuou em Fortaleza, indo para R$ 1,79 por litro, de acordo com informação no site da Petrobras. Com queda de preços nas refinarias anunciada na última sexta-feira, 31, o preço médio do litro para o consumidor em Fortaleza se aproximou do valor médio nacional, apontado pela última pesquisa da Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP) como R$ 4,55.

Na última semana os consumidores fortalezenses encontravam a gasolina por R$ 4,72 em média, segundo a ANP. O POVO Online visitou postos de combustíveis para conferir as variações de preços nesta segunda-feira, 3. Na região das avenidas Aguanambi, 13 de maio, Humberto Monte e Bezerra de Menezes, os valores estão entre R$ 4,59 e R$ 4,39.

O menor preço conferido nesta segunda-feira está em um posto de bandeira Shell no cruzamento da avenida Pontes Vieira com a avenida Visconde do Rio Branco. Por lá, segundo a gerente do estabelecimento a redução não se deve à medida estatal, mas a uma promoção do local. Em outros postos de combustíveis, o recuo do valor também não é causado pela redução às distribuidoras.

Gildário Oliveira, gerente de um posto BR na avenida Jovita Feitosa explica que “o combustível que chega hoje foi comprado na sexta-feira, portanto ainda no preço sem redução”. Trabalhando no posto há 10 anos, Oliveira conta que “muitos barateamentos nas refinarias não chegam ao consumidor devido aos impostos estaduais, como o ICMS”.

O comentário é endossado pelo administrador de um posto sem bandeira na avenida Bezerra de Menezes, que não quis se identificar. Lá o preço do litro caiu para R$4,57 no sábado, 1º, devido à competição entre concorrentes. Ambos projetam que preços podem cair a partir de amanhã conforme novas compras são feitas pelos donos dos postos.

A reportagem procurou o Sindipostos para comentar e analisar as variações recentes no combustível, mas não obteve respostas até a publicação desta matéria.

MARCELA TOSI Especial para O POVO