PUBLICIDADE
Fortaleza
NOTÍCIA

De espécie ameaçada de extinção, pelo menos 112 tartarugas nascem na Praia do Futuro; veja vídeo

Os ovos estavam abrigados em um ninho nas proximidades da barraca Arpão, perto da praia do Caça e Pesca

15:00 | 29/05/2019
De acordo com o Instituto Verde Luz, que realiza o monitoramento da éspecie, a fêmea desovou 179 ovos.
De acordo com o Instituto Verde Luz, que realiza o monitoramento da éspecie, a fêmea desovou 179 ovos.(Foto: Instituto Verde Luz)

Pelo menos 112 tartarugas-de-pente (Eretmochelys imbricata), que é espécie ameaçada de extinção, nasceram na última segunda-feira, 27, na Praia do Futuro em Fortaleza. Os ovos estavam abrigados em um ninho nas proximidades da barraca Arpão, já perto da praia do Caça e Pesca, e eclodiram por volta das 10 horas.

De acordo com o Instituto Verdeluz, o projeto Gtar realiza o monitoramento da espécie, a fêmea desovou 179 ovos, em uma zona de risco em março. No inicio de abril, o instituto realizou o resgate dos ovos e os levou para uma zona mais alta da praia - para evitar predadores.

Lelly Siquieira, estudante de Biologia e coordenadora de Comunicação do projeto Gtar do Instituto Verdeluz, afirma que 67 ovos ficaram no ninho e ainda eclodirão. Para realizar o monitoramento, o projeto está amparado pela licença SISBO Nº 53083-4, que permite que pesquisadores solicitem autorizações para coleta de material biológico e para a realização de pesquisa em unidades de conservação federais e cavernas.

Em parceria com o Corpo de Bombeiros Militar do Estado do Ceará (CBMCE) que atua na praia do Futuro, o instituto consegue identificar os ninhos de tartarugas na orla da Capital. 

As tartarugas-de-pente são a espécie de tartaruga marinha mais ameaçada de extinção, segundo a União Internacional para Conservação da Natureza.

Confira o vídeo em que as tartarugas vão até o mar:

Instituto Verdeluz

No site: www.verdeluz.org

No Instagram: www.instagram.com/institutoverdeluz

Jullie Vieira / ESPECIAL PARA O POVO