PUBLICIDADE
Fortaleza
NOTÍCIA

Número de conflitos de terras no Ceará aumenta 87,5% em um ano, diz CPT

Em números absolutos, os confrontos registrados cresceram de 8 para 15 entre um ano e outro

15:52 | 20/05/2019
MST faz protesto em estrada do Ceará
MST faz protesto em estrada do Ceará(Foto: O POVO.DOC)

Os conflitos envolvendo grupos indígenas ou sem terra em busca do direito a terras no Ceará aumentou 87,5% entre 2017 e o ano passado, de acordo com dados da Comissão Pastoral da Terra - Regional Ceará (CPT-Ceará).

Em números absolutos, os confrontos registrados cresceram de 8 para 15 entre um ano e outro, conforme o Caderno de Conflitos no Campo Brasil 2018, anuário publicado pela entidade. Conforme os organizadores do livro, os dados são apenas de municípios onde a pastoral atual. Portanto, a quantidade de embates por terra no Estado deve ser ainda maior.

Em 2017, Caucaia, Maracanaú e Pacatuba aparecem como os municípios onde mais foram registrados conflitos. Todos envolveram povos indígenas, que historicamente vivem nessas regiões.

Já no ano seguinte, as áreas de conflitos envolveram principalmente membros do Movimento Sem Terra. O Acampamento 17 de Abril, em Santana do Acaraú, por exemplo, foi território de pelo menos três conflitos em 2018. Em ambos os anos, a área do projeto irrigado Jaguaribe-Apodi, na região do Acampamento Zé Maria Tomé, também registrou conflitos.

Apesar do aumento na quantidade de confrontos, o número de pessoas envolvidas diminuiu entre os anos. Em 2017, foram 3,3 mil pessoas afetadas. No ano seguinte, foram 2,5 mil ao todo no Ceará.

Brasil

Em 2018, as ocorrências de conflitos no campo aumentaram em 3,9%, em relação a 2017, passando de 1.431 ocorrências para 1.489 no Brasil. As ocorrências dos conflitos específicos por terra apresentaram um aumento expressivo a partir de 2016, durante o período de crise política.

Os dados levantados apontam o aumento de 35,6% de pessoas envolvidas nos confrontos. Foram 960,6 mil pessoas envolvidas em conflitos em 2018 contra 708,5 mil pessoas em 2017. Nos conflitos específicos pelo acesso à terra, foram 118,08 mil famílias envolvidas em 2018, contra 106,18 mil em 2017. Nesse caso, o aumento é de 11%.

Conforme relatório publicado pela entidade, o acirramento da violência privada também contribui para a explosão do número de famílias expulsas. Somente no ano de 2018, o poder privado foi responsável pela expulsão de 2,3 mil famílias e o poder público por despejar 11,2 mil.

“Um dos registros que melhor capta as ações violentas do poder privado, é o registro das ocorrências de expulsão, das ameaças de expulsão e do número de famílias expulsas. O número de famílias expulsas pela ação do poder privado no campo aumentou 59% em relação a 2017”, aponta o parecer.

Conflitos por terra no Ceará em 2017

Município: Caucaia

1. Nome do conflito: T. I. Tapeba

Data: 11/1/2017

Famílias: sem dados

Categoria: indígenas

2. Nome do conflito: T. I. Tapeba

Data: 31/1/2017

Famílias: 1.850

Categoria: indígenas

Município: Quixeramobim

1. Nome do conflito: Fazendas Reunidas Jacareí

Data: 1/3/2017

Famílias: 80

Categoria: MST

Municípios: Alto Santo/Jaguaribe/Jaguaruana/Limoeiro do Norte/Quixeré

1. Nome do conflito: Projeto de irrigação Jaguaribe-Apodi/PAC

Data: 5/4/2017

Famílias: 100

Categoria: sem terra

Municípios: Jaguaruana

1. Nome do conflito: Fazenda Védica/Maharish-Paraíso/Cinco Lagoas/Acampamento Araguaia

Data: 12/8/2017

Famílias: 200

Categoria: indígenas

Municípios: Maracanaú/Pacatuba

1. Nome do conflito: T. I. Pitaguary/Emp. Britaboa

Data: 27/8/2017

Famílias: sem dados

Categoria: indígenas

2. Nome do conflito: T. I. Pitaguary/Emp. Britaboa

Data: 14/11/2017

Famílias: 1.150

Categoria: indígenas

Municípios: Jaguaruana

Nome do conflito: Fazenda Védica/Maharish-Paraíso/Cinco Lagoas/Acampamento Araguaia

Data: 22/11/2017

Famílias: 200

Categoria: MST

Conflitos por terra no Ceará em 2018

Municípios: Aquiraz

Nome do conflito: T. I. Lagoa Encantada/Empresa Ypióca

Data: 20/2/2018

Famílias: 80

Categoria: indígenas

Municípios: Quixeramobim

Nome do conflito: Fazenda Serrote/Acampamento Joel do Nascimento

Data: 10/4/2018

Famílias: 80

Categoria: sem terra

Municípios: Crateús

Nome do conflito: Área do Dnocs

Data: 10/4/2018

Famílias: 200

Categoria: sem terra

Municípios: Lavras da Mangabeira

Nome do conflito: Sítio São Domingos/Acampamento Zé Wilson

Data: 11/4/2018

Famílias: 100

Categoria: sem terra

Municípios: Quixeramobim

Nome do conflito: Fazenda Serrote/Acampamento Joel Nascimento

Data: 11/5/2018

Famílias: 80

Categoria: sem terra

Municípios: Limoeiro do Norte

Nome do conflito: Comunidade Tomé/Projeto Irrigado Jaguaribe

Data: 19/6/2018

Famílias: 625

Categoria: trabalhador rural

Municípios: Maracanaú/Pacatuba

Nome do conflito: T. I. Pitaguary/Empresa Britaboa

Data: 12/9/2018

Famílias: 1.150

Categoria: indígenas

Municípios: Tamboril

Nome do conflito: Cacimba dos Moços/Fazenda Timbó/Acampamento Comuna Irmã Dorothy

Data: 30/10/2018

Famílias: 150

Categoria: sem terra

Municípios: Alto Santo/Jaguaribe/Jaguaruana/Limoeiro do Norte/Quixeré

Nome do conflito: Projeto de irrigação Jaguaribe-Apodi/PAC/Acampamento Zé Maria Tomé

Data: 20/11/2018

Famílias: 150

Categoria: sem terra

Municípios: Lavras da Mangabeira

Nome do conflito: Sítio Sâo Domingos/Acampamento Zé Wilson

Data: 20/11/2018

Famílias: sem dados

Categoria: sem terra

Municípios: Mauriti

Nome do conflito: Fazenda Gravatá/Acampamento Vida Nova

Data: 20/11/2018

Famílias: 30

Categoria: sem terra

Municípios: Santana do Acaraú

Nome do conflito: Fazenda Canafístula/Acampamento 17 de Abril

Data: 20/11/2018

Famílias: sem dado

Categoria: sem terra

Municípios: Santana do Acaraú

Nome do conflito: Fazenda Canafístula/Acampamento 17 de Abril

Data: 28/11/2018

Famílias: 30

Categoria: sem terra

Municípios: Santana do Acaraú

Nome do conflito: Fazenda Canafístula/Acampamento 17 de Abril

Data: 29/11/2018

Famílias: 30

Categoria: sem terra

Municípios: Lavras da Mangabeira

Nome do conflito: Sítio Sâo Domingos/Acampamento Zé Wilson

Data: 6/12/2018

Famílias: 30

Categoria: sem terra

Igor Calvacante