PUBLICIDADE
Fortaleza
ATO CONTRA O GOVERNO

Protesto contra cortes na Educação em Fortaleza sai do Centro e segue rumo ao Benfica

Estudantes do mestrado no curso de Química temem a perda das bolsas no valor de R$ 1.500

10:40 | 15/05/2019
Praça da Bandeira, Centro de Fortaleza
Praça da Bandeira, Centro de Fortaleza(Foto: Igor Cavalcante/O POVO)

Da Praça da Bandeira, no Centro de Fortaleza, milhares de estudantes seguem, pela rua Senador Pompeu, rumo à Reitoria da Universidade Federal do Ceará (UFC), no Benfica. A concentração do ato começou às 8 horas, desta quarta-feira, 15, dia de protestos em todo o País contra cortes na Educação. Mais cedo houve um "cadeiraço", e estudantes bloquearam a Avenida da Universidade.

A principal pauta dos manifestantes é o bloqueio de R$ 7 bilhões na Educação, anunciado pelo Governo Bolsonaro. A UFC teve 30% da verba discriminatória bloqueada.

Estudantes de ensino superior e médio lotam a avenida. Tanto alunos da rede pública quanto da privada marcam presença no ato, que também conta com adesão da classe sindical e política. Discentes de todas as federais do Ceará, dos mais diversos cursos, estão na manifestação. 

Leia mais: Veja galeria de fotos do protesto em Fortaleza

Em entrevista a Rádio O POVO CBN, as estudantes Estefane Vasconcelos e Renata Almeida, do Mestrado em Ciências Naturais, do curso de Química, disseram que temem o corte das bolsas que recebem, no valor de R$ 1,5 mil mensais. Caso sejam afetadas, as duas afirmam que devem deixar a pesquisa científica para procurar emprego.

Confira vídeos dos protestos em Fortaleza:

Italo Cosme/ especial para O POVO