PUBLICIDADE
Notícias
NO CEARÁ

Forças da Segurança discutem sobre monitoramento de veículos de transporte de cargas de explosivos

A proposta discutida entre as instituições é criar um novo módulo exclusivo no sistema que permita aprimorar o controle do transporte de explosivos nas rodovias cearenses

01:25 | 03/03/2019

Representantes da Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS), da Polícia Rodoviária Federal (PRF) e da 10ª Região Militar do Exército Brasileiro se reuniram para discutir uma proposta de monitoramento de veículos de transporte de carga de explosivos nas estradas cearenses.

O secretário da Segurança, André Costa, apresentou o Sistema Policial Indicativo de Abordagem (Spia) para o comandante da 10ª RM, General de Divisão Fernando José Soares da Cunha Mattos. O comandante do Batalhão de Polícia de Trânsito Urbano e Rodoviário Estadual (BPRE) da Polícia Militar do Ceará (PMCE), tenente-coronel Lourival Lima, a delegada do Departamento de Inteligência Policial (DIP) da Polícia Civil do Estado do Ceará, Sâmia Dias, e representantes da Polícia Rodoviária Federal (PRF) compareceram ao encontro, realizado na última quinta-feira (28).

Além de mostrar a aplicação da ferramenta e números positivos conquistados com a implementação do Spia no Ceará, André Costa explicou uma funcionalidade dentro do programa que permite a inserção de dados de veículos para fazer o acompanhamento do trajeto a ser percorrido com fins de fiscalização. A proposta discutida entre as instituições é criar um novo módulo exclusivo no sistema que permita aprimorar o controle do transporte de explosivos nas rodovias cearenses. A integração entre SSPDS, PRF e Exército será formalizada em acordo de cooperação técnica entre as partes nos próximos dias.

“Independente do acordo que ainda vai tramitar, nós iremos disponibilizar o acesso de imediato para o sistema começar a ser utilizado. É uma forma importante de a gente poder fazer essa integração de segurança pública e de defesa dentro do País, nesse projeto-piloto. O Spia já está sendo ampliado para utilização em outros estados e caminha para ser um programa nacional, que pode ser empregado para fiscalização de transporte de explosivos de todo o País”, adiantou o secretário André Costa. A integração vai possibilitar a adoção de estratégias de combate ao roubo e desvio de carga de explosivos no Ceará.

Referência

O Spia é uma ferramenta desenvolvida pela Polícia Rodoviária Federal (PRF), em parceria com a SSPDS e a Universidade Federal do Ceará (UFC), que permite a inclusão de dados de veículos roubados ou furtados para monitoramento e abordagem policial. De acordo com dados divulgados pela SSPDS, o Spia aumentou as prisões de envolvidos e a recuperação de bens aos seus proprietários. Dos 13.503 veículos roubados e furtados no ano de 2018, 12.475 foram localizados. Isso representa 92,4% dos bens subtraídos nas ações criminosas, o que reflete em uma redução significativa e constante de ocorrências de roubo desde a implementação da ferramenta tecnológica.

Com informações da SSPDS 

Redação O POVO Online