PUBLICIDADE
Notícias
Violência no Ceará

Agentes da Força Nacional começam a deixar o Ceará

Após redução no número de ataques, Secretaria Nacional de Segurança Pública inicia retirada do reforço enviado de Brasília

11:49 | 05/02/2019
Agentes da Força Nacional em Fortaleza
Agentes da Força Nacional em Fortaleza

Até o fim desta semana, os agentes da Força Nacional da Segurança (FNS) começarão a deixar o Ceará. Ao todo, 420 militares vieram de Brasília reforçar a segurança pública do Estado em meio à onda de ataques iniciada no último dia 2 de janeiro. Com o apaziguamento da violência, o secretário nacional da Segurança Pública, General Theophilo, informou que a saída será progressiva, mas não estabeleceu data limite para concluir a retirada.

De acordo com o secretário, a prioridade agora será enviar agentes penitenciários para reforçar a atuação nos presídios cearenses. "Vamos tentar interceder para colocar em torno de 100 agentes para fazer as transferências das cadeias públicas para as penitenciárias", explicou.

Para Theophilo, o risco de que os ataques sejam retomados com a saída da Força Nacional é baixo. Na última segunda-feira, 4, o governador Camilo Santana (PT) esteve em Brasília para reunião com o ministro da Justiça e Segurança Pública, Sergio Moro. 

"O governador nos informou que as medidas tomadas lá: convocar o pessoal da reserva, retirar os que estavam de férias e pagar hora extra. Também deixamos um legado de equipamentos, armamentos, equipamentos de inteligência que vão permanecer no Ceará para que possam manter, com os recursos que tem, a segurança no Estado", avaliou.