PUBLICIDADE
Notícias

Em meio a ataques, RC visita postos de saúde e Cras para garantir normalidade nos atendimentos

A prefeitura garante o funcionamento normal dos equipamentos públicos

22:20 | 09/01/2019
NULL
NULL
[FOTO1]
Em meio a ataques, o prefeito Roberto Cláudio (PDT) visitou na tarde desta quarta-feira, 9, postos de saúde e Centros de Referência de Assistência Social (Cras) dos bairros das Regionais III, V e I. 
[SAIBAMAIS] 
“Visitei os Postos de Saúde do Bom Jardim e Granja Portugal para conversar com os profissionais e mobilizar forças no sentido de buscar garantir o funcionamento dos principais serviços públicos de Fortaleza”, publicou RC em suas redes sociais.
 
Também avisou que está trabalhando em parceria ao governo do Estado “para cuidar e proteger a nossa população”.
 
[VIDEO1]
A visita do prefeito a alguns equipamentos da Cidade ocorreu depois de reunião pela manhã no Paço Municipal, com sua equipe do secretariado, prestadores de serviço público e da Polícia Militar. Encontro tratou da apresentação de um plano de atuação para manutenção dos serviços públicos.
[FOTO3] 
Na reunião, RC já tinha informado sobre a visita aos prédios públicos, depois do registro da ausência de alguns profissionais. "Vou visitar vários equipamentos de saúde e de assistência social que foram alvo de ameaças ou de ações para entender a situação e garantir com apoio da Polícia que os serviços voltem ao normal".

Sobre o funcionamento dos prédios públicos, como os postos de saúde e os Cras, o prefeito argumentou que a “orientação é que nenhum serviço público municipal está ou será fechado”. 
 
Segundo a prefeitura, as unidades de Saúde de Fortaleza vão contar com reforço na segurança. “Estamos trabalhando em parceria com a Polícia Militar e com a Guarda Municipal, de forma muito atenta, monitorada, integrada e mobilizada para garantir o serviço ao paciente e a tranquilidade ao profissional”, comunica. 
 
Essa resposta veio depois de que o Sindicato dos Médicos do Ceará recomendou, em nota, para que os profissionais médicos “não comparecerem aos seus locais de trabalho devido aos inúmeros atentados violentos ocorridos nos últimos dias”.
[FOTO2] 
Por causa dessa recomendação, a Secretaria Municipal da Saúde de Fortaleza (SMS) informou que servidores de postos de saúde da Capital que faltarem ao trabalho terão ponto cortado com desconto salarial.
 
A situação de violência contou com ataques aos Centros de Referência de Assistência Social (Cras) dos bairros Bela Vista e João Paulo II e boato de toque de recolher no posto de saúde George Benevides de Medeiros, no bairro Quintino Cunha.
TAGS