PUBLICIDADE
Notícias

Português foragido é preso após consumir haxixe e caminhar de Fortim a Fortaleza

A droga veio do Marrocos e seria distribuída no Brasil

21:26 | 21/01/2019
NULL
NULL

[FOTO1]

 

O terceiro português suspeito de envolvimento no caso da apreensão de duas toneladas de haxixe em Fortim (a 135 quilômetros de distância de Fortaleza) foi preso pela Polícia Civil em Fortaleza, nesta segunda-feira, 21. Os outros portugueses foram capturados na última quinta-feira, 17, pelo Grupo de Ações Táticas Especiais (Gate).

 

Tiago Felipe Ribeiro Marques, de 31 anos, era investigado pela Divisão de Combate ao Tráfico de Drogas (DCTD). Ele não possuía antecedentes criminais e havia desaparecido depois de consumir uma pequena parte das duas toneladas de haxixe apreendidas em Fortim.

De acordo com o delegado, o homem foi de Fortim a Fortaleza a pé pela faixa de areia. Ele foi preso nas proximidades do consulado de Portugal, na Capital cearense. O estrangeiro foi autuado por tráfico de drogas e associação para o tráfico.
[SAIBAMAIS]
Os outros dois portugueses são Rúben Adriano Morgado Pereira, 27, e Alexandre Antônio Ribeiro Guerra, 41. As duas toneladas de haxixe estavam divididas em 62 fardos e foram encontradas no interior de uma residência em Fortim.

De acordo com os primeiros levantamentos, o material veio de Marrocos. O material ilícito seria distribuído para as regiões Nordeste, Norte e Sul do Brasil. A Polícia Militar também apreendeu duas caminhonetes, mais de mil euros, celulares, aparelhos eletroeletrônicos e outros apetrechos.

Os portugueses Rúben e Alexandre foram encaminhados para a DCTD, onde foram autuados em flagrante por tráfico de drogas e associação para o tráfico. 

 

 

TAGS