PUBLICIDADE
Fortaleza
VIOLÊNCIA NO CEARÁ

Parque do Cocó terá policiamento reforçado por causa da onda de ataques

Domingo é dia de grande movimentação no equipamento em Fortaleza e atentado à Unidade de Conservação em Pacoti acionou o alerta

13:53 | 05/01/2019
(Foto: Julio Caesar/ O POVO)
O ataque à sede da Unidade de Conservação na Área de Proteção Ambiental (APA) de Baturité, em Pacoti, na madrugada deste sábado, levou o secretário Artur Bruno (Meio Ambiente) a pedir reforço de policiamento para os parques estaduais do Cocó (Fortaleza) e Botânico (Caucaia). 

De acordo com o gestor da pasta da Secretaria Estadual do Meio Ambiente (Sema), trata-se de uma medida de precaução, para proteger os frequentadores, funcionários e o patrimônio das duas Unidades de Conservação. "Não há motivo para pânico e a Cidade não pode paralisar. A intenção dos atentados é espalhar o medo", afirma Artur Bruno.  

Domingo, reforça o secretário da Sema, é o dia de maior visitação nas trilhas do Parque do Cocó, quando são oferecidas diversas atividades do Viva o Parque, projeto que atrai cerca de 3 mil pessoas. O equipamento ecológico está esquadrinhado entre três avenidas de grande movimentação em Fortaleza: Engenheiro Santana Júnior, Padre Antônio Tomás e Sebastião de Abreu, no bairro que leva o mesmo nome do parque.

As trilhas, cotidianamente, são patrulhadas por uma efetivo do Batalhão de Polícia do Meio Ambiente (BPMA). Com o pedido do secretário, deverão receber o reforço de homens da Força Nacional de Segurança ou de policiais cedidos pelo Governo da Bahia ou da própria PM do Ceará. 

Em Pacoti, de acordo com o major Sérgio Mesquita, comandante das ações em Baturité, a polícia chegou rápido à sede da Unidade de Conservação. Foram evitados danos maiores no edifício, mas uma hilux da Sema foi totalmente destruída. "A guarnição do Corpo de Bombeiros estava em uma outra ocorrência, no município de Aracoiaba (vizinho)". 

Segundo o major Sérgio, uma viatura reforçará as rondas na madrugada na unidade em vários pontos da Unidade de Conservação. Por determinação de Artur Bruno, o escritório da APA de Pacoti foi transferido provisoriamente para o Sítio Batalha (Baturité) onde há uma guarnição do BPMA.  

DEMITRI TúLIO