PUBLICIDADE
Fortaleza
Segurança

Camilo Santana anuncia transferência de mais 20 chefes de facções para presídio federal

A proposta é tentar isolar presos que comanda onda de ataques no Ceará há nove dias

19:44 | 10/01/2019

(Foto: Evilázio Bezerra/ O POVO)

O governador do Ceará, Camilo Santana, anunciou na tarde desta quinta-feira, 10, a transferência de mais 20 chefes de facções do sistema penitenciário do Ceará para um presídio federal. Eles são acusados de comandarem de dentro dos presídios a onda de ataques e atentados no Estado, que dura nove dias.

Na última terça-feira, 8, vinte e um líderes da facção criminosa Comando Vermelho (CV) já haviam sido transferidos. “Já transferimos 21 chefes de grupos criminosos e, nas próximas horas, vamos transferir mais 20. A minha decisão é não recuar nenhum milímetro e não tenho dúvida que essas ações terão reflexo positivo para os cearenses no futuro próximo”, afirmou Camilo.

O Governo Federal autorizou abertura de 60 vagas em unidades federais. A medida foi autorizada pelo ministro da Justiça, Sergio Moro. Segundo a Agência Estado, a negociação foi feita diretamente entre o governador Camilo Santana (PT) e o ministro.

"Realizamos forte investimento na área de segurança e no sistema penitenciário. Aumentamos em 50% o número de policiais e estamos dobrando o número de agentes, além de criarmos uma secretaria própria para cuidar do sistema. Estamos tirando regalias dos presídios e isso causou toda uma reação do crime organizado do lado de fora”, comentou o governador.

Redação O POVO Online