PUBLICIDADE
Fortaleza
Violência no Ceará

Com a continuação dos ataques, Camilo apresenta ações no combate à onda de criminalidade

Os registros dos episódios violentos já duram oito dias no Estado

22:43 | 10/01/2019

Em meio aos ataques no Ceará, o governador Camilo Santana (PT) se reuniu na tarde desta quinta-feira, 10, no Palácio da Abolição, com diversos órgãos e entidades públicas e privados, além da presença dos secretários das pastas de Segurança Pública e Administração Penitenciária, André Costa e Mauro Albuquerque, respectivamente.

O governador, em publicação pelas suas redes sociais, comunicou que “nosso compromisso é garantir a prestação de todos os serviços à população, com toda a segurança”. No final, agradece a presença dos órgãos e entidades presentes no encontro e alegou no qual “com a união de toda a sociedade, conseguiremos vencer esse desafio”. 

Estiveram presentes na reunião representantes do Tribunal de Justiça, Justiça Federal, Assembleia Legislativa, Ministério Público do Estado, Ministério Público Federal, Prefeitura de Fortaleza, Câmara Municipal de Fortaleza, Tribunal de Contas do Estado, Tribunal Regional do Trabalho, Defensoria, Advocacia Geral da União, órgãos de segurança estadual e federal (PF e PRF), entidades como Fiec, CDL, Fecomércio, OAB, ABIH, Abrasel, Sindiônibus, Aprece, Instituto Brasileiro de Executivos e Finanças, Fetraece e CUT, além das universidades estadual e federal.

Também nesta tarde, Camilo anunciou a transferência de mais 20 chefes de facções do sistema penitenciário do Ceará para um presídio federal. Eles são acusados de comandar de dentro dos presídios a onda de ataques e atentados no Estado, que dura nove dias.