PUBLICIDADE
Notícias
MANIFESTAÇÃO

Povos indígenas fazem marcha contra mudanças na demarcação de terras

O Ceará, com vários processos demarcatórios não concluídos, é um dos estados mais atingidos pelas mudanças

16:41 | 31/01/2019
Cerca de duas mil pessoas participaram do movimento
Cerca de duas mil pessoas participaram do movimento

Quarenta povos indígenas promoveram, na manhã desta quinta-feira, 31, uma marcha de resistência contra às medidas tomadas pelo Governo Federal para efetuar mudanças na demarcação de terras no País. A principal crítica é a Medida Provisória que transfere a responsabilidade da demarcação de terras da Fundação Nacional do Índio (Funai) para o Ministério da Agricultura, sob o comando da ex-deputada Tereza Cristina, que foi presidente da bancada ruralista no Congresso.

Integrando uma mobilização nacional, a manifestação entregou um documento à Defensoria Pública e ao Ministério Público para revogação das determinações tomadas. O grupo, que tinha por volta de dois mil indígenas, segundo os organizadores, foi recebido na Defensoria por Felipe Nascimento, defensor simpático à causa indígena.

No Ceará, existem 14 povos indígenas e apenas os índios Tremembés têm sua terra demarcada. Para o deputado Renato Roseno, que estava presente no ato, a medida viola um direito constitucional e deixa o Estado como um dos mais afetados, com vários projetos demarcatórios não concluídos. O deputado ainda afirma que isso está acontecendo pois o Governo representa interesses dos grandes proprietários de terra.

Redação O POVO Online