PUBLICIDADE
Fortaleza
BOM JARDIM

Enel atrasa religação elétrica e 5 mil atendimentos são prejudicados em Centro Cultural

Após pane em poste próximo, equipamento elétrico do Centro Cultural do Bom Jardim foi prejudicado. Sem energia estabelecida, os serviços ofertados no local estão suspensos desde sábado

11:00 | 05/12/2018
Frente do Centro Cultural Bom Jardim
Enel não restabelece energia e mais de cinco mil atendimentos são prejudicados no Centro Cultural Bom Jardim (Foto: Tatiana Fortes / O POVO)
 
Desde a sexta-feira, 30, o Centro Cultural do Bom Jardim (CCBJ) está com as atividades paralisadas. As chuvas em Fortaleza naquele dia ocasionaram pane em um dos postes próximo ao prédio público, prejudicando a caixa de alimentação elétrica do local. Desde então, cerca de cinco mil atendimentos foram prejudicados. Notificada no sábado, a Enel Distribuição Ceará adiou por dois dias o restabelecimento elétrico, porém, em nota, compromete-se a enviar equipe ao local ainda nesta quarta-feira, 5.
 
A denúncia do CCBJ e a resposta da empresa foram dadas ao jornalista Plínio Bortolotti, durante o programa O Povo no Rádio, da Rádio O POVO/ CBN, nesta manhã. Desde sexta, cerca de cinco mil atendimentos deixaram de acontecer no CCBJ. O equipamento oferece 48 cursos e atende cerca de 800 pessoas.   
 
A pane aconteceu fora do CCBJ. No sábado, uma equipe da Enel esteve no local para desligar o poste danificado. O problema ainda não foi resolvido mesmo após a troca do disjuntor elétrico do Centro Cultural e da devolutiva feito junto à Enel de que o CCBJ precisava de religação elétrica urgente. "Em alguma das oscilações, a nossa caixa não suportou. Já realizamos a manutenção do nosso equipamento. Cabe agora à Enel fazer a religação", solicitou Trícia Matias, gerente-executiva do Centro Cultural do Bom Jardim, durante entrevista ao programa. 

Trícia afirmou que por dois dias a ida dos técnicos ao local foi adiada. Em um dos dias, inclusive, a empresa afirmou que os profissionais estavam próximos ao ponto solicitado, mas não compareceram para realizar o serviço. 

Segundo a diretora, providências legais serão tomadas. De acordo com ela, estão cientes sobre o caso a assessoria jurídica, o presidente e a diretoria de infraestrutura do Instituto Dragão do Mar e o próprio secretário da Cultura do Estado, ao qual o CCBJ é vinculado. “Nós temos perdas. Foram 13 atividades, entre espetáculos, masterclass e exposições, que foram canceladas”, afirmou Trícia. 

A Enel informou, por meio da assessoria de comunicação, que recebeu a reclamação da ausência de energia do Centro Cultural Bom Jardim na última segunda-feira, 3, e que ainda hoje uma equipe da empresa estará no local para fazer o devido reparo.
  
 
Redação O POVO Online