PUBLICIDADE
Fortaleza
NOTÍCIA

Polícia Civil investiga "tarado do Conjunto Ceará", flagrado se masturbando na rua

O homem foi flagrado por câmeras de segurança enquanto manipulava o órgão genital em via pública

17:40 | 21/11/2018
NULL (Foto: )
NULL (Foto: )

Atualizada dia 26 de novembro às 17h59min

 

[FOTO1]A Polícia Civil, por meio do 12º Distrito Policial (DP), procura homem flagrado manipulando o órgão genital em via pública, enquanto pessoas circulavam pelo local. O ato foi registrado por câmeras de segurança na última terça-feira, 20.

 

Nas imagens, o homem, que vem sendo chamado de "tarado do Conjunto Ceará", aparece em bicicleta se manipulando o órgão enquando algumas pessoas passavam na rua, inclusive crianças. Quando as pessoas notam o que ele fazia e tentam perseguí-lo, ele foge. 


A Polícia Civil confirmou a investigação por meio de nota e afirmou que o 12º DP iniciou as diligências em relação ao caso.

 

O caso  

 

O homem de 37 anos que era investigado pela Polícia Civil após aparecer em um vídeo com as partes intimas a mostra em uma via pública do bairro Conjunto Ceará alegou que passou por uma cirurgia e teve uma crise de coceira que o fez retirar o órgão genital para fora da roupa e coçar em uma rua de pouco movimento. 

Após a repercussão do vídeo nas redes sociais, a esposa do homem diz que ele tem sofrido ameaça das facções da área e que ele está impossibilitado de cuidar da mãe, pois não pode frequentar mais a comunidade. 

 Conforme a esposa, o rapaz passou por uma cirurgia chamada frenuloplastia, que é para o homem que possui o freio da glande curto, o que causa uma série de incomodos. Após a cirurgia o rapaz teria ingerido alimento com pimenta, o que teria provocado uma intensa coceira. E por recomendação médica, não se deve coçar com as unhas, mas sim a palma da mão, para não prejudicar os pontos internos. 

 A mulher afirma que foi levado um laudo médico, fotos da cirurgia e o homem foi até a sede da Perícia Forense, onde passou por um exame pericial. Ainda ao O POVO Online, a companheira do homem disse que ele foi comprar um frango assado por volta das 13 horas quando teve a coceira e não conseguiu conter, no entanto foi confundido com um tarado e perseguido por moradores.

 

 

Redação O POVO Online

TAGS