Médicos denunciam anúncio de fechamento da emergência pediátrica do GonzaguinhaNotícias de Fortaleza 

PUBLICIDADE
Notícias


Médicos denunciam anúncio de fechamento da emergência pediátrica do Gonzaguinha

De acordo com o Sindicato dos Médicos do Ceará, profissionais que trabalham na unidade receberam o aviso via aplicativo WhatsApp nesta terça-feira, 6

22:15 | 07/11/2018
NULL
NULL
Médicos pediatras do Hospital Distrital Gonzaga Mota (Gonzaguinha), na Barra do Ceará, denunciam anúncio de que a emergência pediátrica do local poderá ser encerrada. De acordo com o Sindicato dos Médicos do Ceará, os profissionais que trabalham na unidade receberam o aviso via aplicativo WhatsApp, nessa terça-feira, 6.
  
[FOTO2] O Sindicato disse, ainda, que pretende se reunir com a direção clínica do Hospital para esclarecimentos a respeito do caso.
 
Segundo a Secretaria da Saúde, a emergência pediátrica e outros setores do hospial foram interditados para reforma, mas não confirma que as atividades serão encerradas permanentemente. Além disso, acrescenta que todos os atendimentos dos setores interditados foram transferidos para unidades próximas. 
  
[SAIBAMAIS]Edmar Fernandes, presidente do Sindicato, relata que foi avisado que em julho deste ano se iniciaria uma reforma no hospital. O aviso já sinalizava a possibilidade da emergência pediátrica ser fechada. "Solicitei reunião com a direção do hospital, que informou que o setor não seria acabaria, mas seria ampliado com a reforma e, após a conclusão das obras, o atendimento voltaria normalmente", relatou. De acordo com ele, a reforma estava prevista para durar um mês, mas continua em andamento. 
  
Mesmo assim, segundo o presidente, os médicos do local receberam, nesta terça-feira, o anúncio de que a emergência realmente fecharia. Os profissionais da pediatria devem ser realocados para outros hospitais. "Nos últimos anos, participamos de audiências públicas denunciando a diminuição do número de leitos pediátricos, que é um setor vulnerável da população. Mesmo assim, estão querendo fechar uma emergência que deveria ter sido ampliada com a reforma", reclama. 

A pediatra Vládia Sampaio trabalha no hospital há cerca de 10 anos e foi uma das funcionárias a receber a notícia pelo WhatsApp. Ela conta que o aviso foi enviado pelo diretor clínico do hospital, Heraldo Cavalcante, em grupo de mensagens de pediatras do local. "Foi desorganizada a forma como eles nos comunicaram. Deveriam ter convocado uma reunião. Além disso, mesmo com planos de construção de um novo hospital infantil, a emergência do Gonzaguinha não poderia ser fechada antes desse novo local ficar pronto", protestou. 
  
[FOTO2]Segundo prints de funcionários, o aviso dizia que a emergência do hospital será reaberta no dia 19 deste mês, mas a pediatria continua interditada. A enfermaria seria desativada. "Oficialmente não está fechada, isso só será definido após o término da reforma da maternidade. Mas provavelmente será", dizia o texto.
  
De acordo com a mensagem do diretor clínico, a emergência pediátrica está interditada para reforma, mas não encerrará as atividades permanentemente. Segundo ele, a previsão para conclusão da reforma, que está em sua segunda fase, é de pelo menos seis meses. 
  
De acordo com o coordenador de Hospitais e Unidades Especializadas da Secretaria Municipal da Saúde de Fortaleza (SMS), Romel Araújo, a emergência pediátrica, assim como outras alas do hospial precisaram ser interditadas para reforma, mas não confirma que as atividades serão encerradas permanentemente. Ele ainda afirma que todos os atendimentos do setor foram transferidos para unidades próximas, assim como os funcionários. A previsão para o término é até o segundo semestre do próximo ano.
 
Redação O POVO Online
TAGS