includeMenuHeader(); echo $q->appendJs("online/geral/js/libs/facebook.api.js"); ?>
PUBLICIDADE
Fortaleza


Após denúncias, MPF busca coibir abusos nas eleições da OAB-CE

Ação partiu após o órgão ter recebido denúncias de que em 2015, durante a realização da última eleição, manifestantes de chapas assediaram eleitores e realizaram propaganda nos locais de votação

17:40 | 21/11/2018
O Ministério Público Federal (MPF) declarou que quer coibir abusos nas próximas eleições da Ordem dos Advogados do Brasil no Ceará (OAB-CE). A ação partiu após o órgão ter recebido denúncias de que em 2015, durante a realização da última eleição, apoiadores de chapas assediaram eleitores e realizaram propaganda nos locais de votação.

Representantes de chapas do pleito deste ano reuniram-se nesta terça-feira, 20, e manifestaram preocupação com a falta de controle do processo eleitoral, especialmente no dia da votação, marcada para a próxima quarta-feira, 28.

A reunião foi convocada com a intenção de discutir providências para aperfeiçoar o procedimento eleitoral na escolha de dirigentes e membros de conselhos da Ordem. O procurador da República Alessander Sales, responsável pela reunião junto com o procurador da República Alexandre Meireles, disse que o MPF busca ainda evitar o cometimento de abusos que violem as normas do Conselho Federal da Ordem dos Advogados do Brasil (CFOAB) e que possam interferir no exercício do direito de sufrágio por parte dos advogados aptos a votar.

Apesar de convidadas, a Presidência da OAB-CE e a Comissão Eleitoral não enviaram representantes. Três das cinco chapas participantes da disputa estavam presentes e apresentaram sugestões de medidas de aperfeiçoamento do pleito que serão avaliadas pelo MPF. O órgão vai convocar a Comissão Eleitoral para uma nova reunião. A ideia é conhecer o que já foi feito para garantir a regularidade do pleito.

Redação O POVO Online

TAGS